Temporada de reformas

Antes de se desfazer de suas roupas avalie se elas não merece uma nova chance.

Em tempos de crise vale a pena customizar o que está guardado.

O que vale a pena reformar

Reformas podem dar vida nova a uma roupa aposentada.

Mas antes de enfiar a tesoura, faça um orçamento e avalie se a reforma realmente vai dar uma cara nova a peça ou sempre aparentar um monte de remendos.

Bainhas, ajustes ou tentativas de alargar roupas geralmente dão certo, mas serviços mais complicados devem ser entregues a profissionais especializados.

O que pode ser reformado

13062287_978902508825270_8542430854361166102_n

Roupas de boa qualidade que deixaram de servir pelo tamanho ou pelas tendências de moda, roupas de inverno, roupas de festas, peças para ajustar, roupas de couro, jeans, peças em algodão, trajes, calças e camisas masculinas para tamanhos femininos, comprimentos das roupas, ajuste ou aumento de cós, modernização de paletós com a retirada de ombreiras, novos decotes para blusas e vestidos, ajuste de saias, bainhas. Lembre-se que nem sempre o resultado é o mesmo de uma roupa nova.

O segredo dos consertos é melhorar a aparência de uma peça de roupa sem dar a entender que a peça foi mexida.

Antes de qualquer conserto certifique-se:

Existe espaço para alargar?

  • Não existe milagres. É impossível aumentar roupas de tamanho. Mas emendas em outra cor ou textura bem posicionadas podem valorizar a peça, especialmente nas roupas de couro ou lã.

Existe pano suficiente para aumentar a bainha?

  • Se não houver tecido suficiente, o recurso é costurar uma barra interna postiça na cor ou tom contrastante, um toque de cor que se revela ao caminhar e sentar.
  • Uma emenda, aumentando o comprimento, em tecido na mesma cor em diferente textura ou completo contraste, atualiza minissaias do passado.
  • Se houver aumentos ou diminuições, deixe para marcar as bainhas depois de feita a reforma, acabada e passada a ferro.

O tecido ficará marcado pela costura antiga?

  • Lãs macias como os tweeds perdem as marcas com o vapor. Tecidos mais rígidos, como a gabardine, alguns tipos de seda e de microfibra correm o risco que as marcas e buracos da agulha se tornem permanentes. A seda é difícil de disfarçar costuras desmanchadas. O veludo quase impossível.
  • Cores mais escuras marcam menos que as claras.

O preço compensa?

  • Analise o preço da reforma e peça para ver amostras de trabalhos já executados.

Como reformar

Paletós masculinos

  • As entretelas e tecidos são feitos para durar. Os paletós podem diminuir de tamanho ou passar para o feminino bastando diminuir o ombro e o comprimento de mangas, desde que a nova dona não possua seios volumosos.

Camisas

  • Trocar ou virar colarinhos puídos ou desbotados podem renovar uma camisa gasta, camisetas polo escuras e camisas de jeans (desbotam rapidamente).
  • É bem fácil encurtar mangas e ombros de uma camisa para vestir tamanhos menores ou femininos.

Calças

  • Diminuir ou alargar cós e comprimentos é fácil, mas reformar o gancho ou largura dos quadris é complicado e geralmente não dá certo.
  • Uma boa calça pode mudar para um dono menor e dependendo da largura dos quadris, para uma mulher.

Roupas de couro

  • Como geralmente as peças em couro recebem muitos recortes nas modelagens para economizar a pele, uma reforma encaixando peças de outro couro (tingido depois de pronto) pode ter resultados surpreendentes. Mas não viaje na criatividade. Quanto menos a reforma aparecer, melhor o resultado.

Jeans

  • Um serviço especializado pode renovar o jeans na forma e coloração. Modelos baggy permitem ajustes podendo se transformar em Skiny.
  • Calças justas demais podem receber listras tipo Adidas nas laterais e vida nova.
  • Bocas podem ser ampliadas com retalhos de outra cor. Calças curtas viram corsários e os delavés do passado podem ganhar nas tinturarias novas tonalidades, escuras ou na cor original.

Colarinhos e golas

  • Reduzir pontas de colarinhos e estreitar lapelas de paletós pode significar a diferença entre uma roupa fora de moda e a mesma roupa estilo moderna.

Ombreiras

  • As ombreiras voltaram a moda, mas geralmente este aumento nos ombros não dura muito tempo nas tendências. Por isto se for reformar um paletó opte por medidas mais convencionais mais duráveis. Não se usa ombreiras para fora da linha natural dos ombros e qualquer bom profissional está apto a diminuir os paletós e casacos para um estilo tradicional. A medida correta deve variar entre 6 e 12 milímetros além dos ombros.
  • Tirar ombreiras de roupas não é tão simples quanto parece. As roupas são confeccionadas com espaço de tecido para abrigar os enchimentos e quando eliminadas deixam sobras que só podem ser eliminadas com a tesoura. Por isto, as alterações de ombro e cava são caras, pois exigem muito trabalho. Em geral a manga tem que ser retirada por inteira e depois reequilibrada. Este cuidado é fundamental porque todo o talhe, caimento e equilíbrio da roupa, seja ela qual for dependerá do corte do ombro.
  • Se o seu ombro natural é muito largo, posicione a costura entre 3 a 6 milímetros para dentro da cava.
  • Ombros pequenos podem receber enchimentos suaves. Recurso que também disfarça quadris volumosos.

Mangas

Os comprimento são importantes:

  • As mangas de casacos e paletós devem apenas cobrir o osso do pulso ou roçar na parte superior (dorso) da mão, quando a mão estiver dobrada para trás.
  • As mangas das blusas e camisas devem ser um pouquinho mais compridas, chegando até o ponto em que o polegar inicia sua curva para fora, adiante do pulso. Assim sempre aparecerá um pouco de blusa ou camisa por baixo dos paletós e casacos.

Cintura

  • Cós ideal para qualquer corpo feminino é por volta de 2,5 a 3 centímetros.

Bainhas

12806024_1203979869629420_193994296919355412_n

A altura certa da bainha depende do corpo e do que está vestindo.

  • Deve ser determinada pelo ponto em que as pernas se embelezam e não pelo comprimento da estação.
  • Bainhas com cinco centímetros de tecido para dentro são suficientes.

Paletós

  • Baixar ou levantar a bainha de um paletó em até 2 ou 3 centímetros pode fazer uma boa diferença.
  • O paletó precisa cobrir o ponto o mais largo das coxas e a curva final das nádegas
  • Ao encurtar um paletó cuide para deixar pelo menos um espaço estético entre a bainha e os bolsos, especialmente se tiver lapelas.
  • Os paletós masculinos podem ser recortados para as mulheres e alguns até receber caseas mais altas para três botões.

Calçados

shoe-vintage-image-Graphics-Fairy1shoe-vintage-image-Graphics-Fairy4

Troque de cor

  • A tintura pode deixar o sapato novo ou de outra cor.
  • Todos os sapatos podem receber a renovação de cor, com exceção da camurça e do verniz, desde que a nova cor seja mais escura que a original.
  • Sapatos brancos e beges podem mudar para qualquer cor, mas a troca por cores como marinho marrom e preto garantem um melhor resultado.
  • Os vermelhos podem ser tingidos de preto e marinho.
  • Sapatos dourados, prateados ou de couro cru recebe qualquer cor. E os pretos ou escuros só podem ser tingidos de preto.
  • Prefira o processo de pinturas feitas com pistolas. O trabalho com pincéis não é tão eficiente.
  • Se o sapato for receber uma cor diferente, exija eliminação da pintura original com Tíner.
  • Quanto melhor o material do sapato, melhor o resultado da tintura.
  • O trabalho de tingimento deve ser feito por pessoas especializadas. Antes de tingir, peça um teste em parte não visível para checar se a cor vai ficar boa.
  • Se o caso for só de limpeza, passe Bom Bril nas bolsas, sapatos e roupas de camurça. Ficam renovados, mas a dica não vale para tons claros.

Forre com tecido

  • Sapatos gastos ou de cor desatualizada ganham vida nova se forrados com tecidos. Uma sandália estampada ou em veludo vai se diferenciar e dar um toque fashion a qualquer roupa básica.

Troque o salto

  • Bons sapateiros estão preparados para trocar saltos antigos por formatos mais modernos desde que com a  mesma altura. Saltos mais altos exigem a compensação de plataforma o que não deixa de ser uma boa ideia.

Pronto Socorro das roupas

12809647_1203979816296092_6267636293619128870_n (1)

  •  Se o  suéter  está com um fio puxado utilize com agulha ou uma agulha de crochê, vire a peça do avesso e puxe o fio de volta delicadamente, de forma a deixá-lo desse lado. Só tome cuidado para não puxar o fio errado ou puxar mais fios do que o necessário
  •  É comum que manchas d’água apareçam em sapatos de couro. Se isso acontecer, espere que eles sequem naturalmente e depois passe sobre as manchas uma escova de dentes com um pouco de vinagre na superfície.
  • O seu hidrante para o corpo é a melhor ferramenta para trazer de volta à vida sapatos ou bolsas de couro que estão com aspecto craquelado. Aplique uma pequena quantidade em flanela por toda a extensão da peça.
  • Para limpar manchas difíceis sobre roupas ou acessórios de camurça, raspe com cuidado a região usando uma lixa de unha até que a mancha tenha sumido completamente.
  •  O cloro talvez seja o maior inimigo das roupas. Mas se por acaso você manchar a sua roupa preferida com ele, aja rápido, especialmente se a peça for escura. Passe um algodão embebido em vodka no lugar afetado e ao redor. Isso fará com o que a tinta usada no tingimento se expanda sobre a região e diminua o estrago. Enxaguar com água gelada.