Em cima do Salto Alto

Agulha em raios-X

10462703_1557967894430728_2727206979390640058_n-289x300

Os saltos nas alturas permanecem em alta na próxima primavera verão. Tudo em nome da sedução e alguns centímetros a mais.

Além de altos, muito finos, o famoso salto agulha ou stiletto (como é chamado internacionalmente).

O salto agulha, que deixa as mulheres com um andar sensual e os ortopedistas com os cabelos em pé, no Brasil também se chamou SS ou salto arranha céu e pisou pela primeira vez no panorama da moda em 1952 equilibrando um escarpam de bico fino.

untitled 2

De todos milagres da tecnologia moderna do calçado, talvez o salto agulha seja o mais impressionante. A evolução deste salto exigiu conhecimentos modernos de aerodinâmica e engenharia.

Considerado como símbolo de transgressão e sensualidade, o salto agulha rapidamente se converteu em aliado das estrelas de cinema.

Marilyn-Monroe-shoes

Marilyn Monroe conhecida por se equilibrar em saltos sempre declarou que as mulheres deveriam agradecer a quem inventou os saltos altos.

Até hoje não está claro quem foi o autor da idéia. Ferragamo, Albanese de Rome e Dal Co usavam os saltos agulhas desde 1953 na Itália, ao mesmo tempo em que o francês Roger Vivier lançava a sua versão em Paris. A estrutura de cada um deles era a mesma e bastante similar na concepção: um fino suporte de ferro dentro de uma armação de plástico em forma de viga para sustentar o peso da mulher.

agulha

Roger Vivier foi beneficiado por estar envolvido no processo do “New Look”, (logo após a Segunda Guerra Mundial mudou a estética da moda para padrões bem femininos).

O Sr. Vivier era o responsável pelos sapatos da Christian Dior que mudaram todo o conceito de vestir da época.

Além do salto agulha, Roger Vivier criou outros saltos esculturais que até hoje servem de referência aos estilistas de calçados.

  • Salto Coma (com uma forte inclinação convexa)
  • Salto choc (o salto é ligeiramente dobrado para dentro)
  • Salto prisma (salto com mais estrutura, delgado).
  • Salto Pirâmide (em formato de triangulo invertido)

 

red-shoes-demo-fashion-illustration

Como usar saltos agulha

  • É o mais fino e sexy de todos o salto, pode ter alturas de até nove centímetros e mesmo prejudicial à saúde dos pés segue sempre na moda.
  • Permitido para calças longas, curtas e shorts; micros e mini comprimentos e também Chanel e midi, dia e noite.
  • Use em momentos em que não pretenda permanecer muito tempo em pé ou apenas durante uma parte do dia.
  • Evite caminhar muito com saltos finos. Nos Estados Unidos é comum mulheres de tailleur executivo, meia finas e tênis. Elas carregam um par de sapatos na bolsa para trocar no trabalho. Com isso economizam os pés e o salto do sapato.
  • Prefira os sapatos de sola e palmilha de couro. Evitam que os pés fiquem escorregando dentro deles.
  • Os bicos muito finos podem ser prejudiciais. Os ângulos que se formam nas laterais, comprimem os dedos e se usados por muito tempo podem favorecer joanetes. Ao optar por bicos finos, compre tamanho maior e preencha o bico com algodão. Não importa que o pé pareça maior, esta é a intenção estética quando a moda sugere bicos finos.
  • No trabalho, se possível, descalce o sapato e exercite os dedos. Em casa ande descalça, sempre que possível.
  • É proibido dirigir com calçados que não fiquem firmes nos pés ou atrapalhem o uso de pedais (artigo 252 do Código de Trânsito, inciso IV).