Amor Eterno

Os diamantes, mesmo as lasquinhas são considerados símbolos do amor eterno entre as pessoas apaixonadas

 diamond

Mas nem sempre esta pedra brilhante teve este apelo romântico.

Foi após a crise de 1929 nos Estados Unidos, que diamante virou jura de amor.

Na América as vendas tinham drasticamente caído pela metade.

Alemães e italianos não tinham a menor estima pela pedra.

Na Inglaterra e França os diamantes eram ligados à aristocracia e odiados pelas massas.

O mundo estava no limiar de uma guerra e a possibilidade de expansão dos diamantes era nula.

Foi quando a empresa De Beers teve a “brilhante” ideia de lançar uma campanha publicitária associando a pedra ao amor eterno.

A partir daí, diamantes se tornaram os melhores elementos para expressar um coração apaixonado.

 

Um exemplo é o diamante Krupp com 33,19 quilates (6,5 gramas) que foi comprado em 1968 pelo ator Richard Burton para Elizabeth Taylor por 305.000 dólares como um exemplo histórico de paixão. Era um símbolo de eterna fidelidade. Infelizmente o casamento não durou mais que doze anos e com a morte da estrela a peça foi a leilão.

A prática tem demonstrado que o amor verdadeiramente eterno como um diamante é o afeto materno.

O amor da mãe existe por toda uma vida.

ID-100258218

Ao contrário do que muita gente pensa, o valor dos brilhantes não tem uma relação direta com sua raridade.

Na verdade, pedras menos valorizadas como a esmeralda, são ainda mais difíceis de encontrar.

Até 200 anos atrás, só havia jazidas de diamantes em lugares como a Índia e Brasil, mas no fim do século dezenove começaram a serem descobertas as minas africanas e toneladas de diamantes começaram a ser despejados no mercado internacional.

Encontrar ficou banal, fazendo os preços despencar.

Preocupadas, as mineradoras inglesas que exploravam diamantes chegaram à conclusão que o preço dependia da escassez do produto e fundaram uma entidade que dominasse todas as cadeias produtivas para manter o preço em alta.

Assim foi criada a companhia sul africana De Beers. Dona das maiores mineradoras do planeta passou a controlar a oferta a conta-gotas.

Joia rara

marilyn-monroe-DIAMONDS

Em todo mundo são extraídos anualmente 120 milhões de quilates (24 quilos) de pedras brutas que valem 7 bilhões de dólares.

Depois de lapidadas, o valor movimentado ultrapassa 50 bilhões.

Porém nem sempre os diamantes foram apreciados pelo seu valor econômico

diamante

  • Na Índia, textos religiosos do século IV antes de Cristo já descreviam a beleza das gemas como a essência da pureza.
  • Na cultura hindu, a durabilidade da pedra ganhou significação mística e poderes supostamente mágicos.
  • No século I, os romanos usavam anéis de diamante como talismã contra o azar, sem considerar a pedra preciosa.
  • No primeiro milênio em que o cristianismo expandiu, as pedras foram quase esquecidas na Europa. No Oriente, entretanto, conquistou os reis da Pérsia e sultões islâmicos.
  • O culto europeu aos diamantes iniciou quando o rei da França Luis IX (1214-1270) proibiu as mulheres de usarem estas pedras, reservados ao soberano.
  • No século XV, a insinuante Agnes Sorel, amante do rei Charles VII (1403-1461) foi à primeira mulher a desafiar esta lei e toda a corte francesa a imitou.
  • Veneza, capital do comercio com o Oriente, era o primeiro centro de diamantes. A descoberta da rota marítima para as Índias aumentou a oferta destes cristais e a partir do século XV passaram a enfeitar as alianças de casamento simbolizando a durabilidade dos ideais românticos.
  • Quando as pedras já rareavam na Índia, foram descobertos diamantes em Minas Gerais. A produção brasileira inundou a Europa e o preço baixo generalizou o uso. Até 1840 o Brasil foi o maior produtor do mundo.
  • Em 1869 apareceram as minas na África do Sul ampliando a oferta e passando a ser disputado pelas famílias burguesas.
  • Adotada por Hollywood, seu valor se tornou universal.

Beleza pura

diamonds-1

Mas não é só beleza, brilho e preço que tornam os diamantes tão especiais.

A maioria dos diamantes do planeta tem três bilhões de anos.

É a matéria mais antiga que alguém pode possuir.

As gemas sobem de carona no magma de vulcões profundos de mais de 150 quilômetros abaixo da crosta terrestre, na camada do manto superior, onde a temperatura ultrapassa 1000 graus Celsius e a pressão chega a 60 quilobares.

O melhor amigo de uma mulher

Marilyn Monroe in Howard Hawks' GENTLEMEN PREFER BLONDES (1953). Courtesy Photofest. Playing 8/6-8/12

Marilyn Monroe na pele de Lorelei Lee no filme de 1953, “Os homens preferem as loiras” seduziu o planeta ao cantar que os “Diamantes são os melhores amigos das garotas”.

Seu carisma ajudou a popularizar a imagem glamorosa destes cristais.

Desde a década de 1930 que as joalherias emprestavam suas jóias gratuitamente para os estúdios, mas foram as bijuterias de vidro de Marilyn usadas no filme que deram valor aos verdadeiros diamantes.

No filme, ela se defende do sogro que a acusa de querer o dinheiro do filho: “Você sabe que a riqueza de um homem é como a beleza da mulher? Você pode não se casar com uma garota só porque ela é bonita. Mas, meu Deus, ajuda não é?”

Para Lorelei os diamantes eram uma espécie de seguro, algo mais confiável que as fáceis juras de amor dos homens.

Ela tinha razão.

Fortunas circulam pelo mundo diariamente em forma de diamantes e existem pedras que garantem a aposentadoria de qualquer Lorelei.

Tamanho é documento

3f4886b49ce358cf9050012f9feb1786

 

  • O “Golden Jubilee” é o maior diamante do mundo. Tem 545,67 (109 gramas). Foi descoberto na África do Sul, em 1994, e pertence à mineradora De Beers. Em 1997, um grupo de empresários tailandeses tentou comprá-lo para dar de presente ao rei da Tailândia pelos 50 anos de reinado, mas a crise financeira na Ásia, deletou o projeto. O preço foi mantido em segredo.

diamonds-cullinan-diamond

  • Em 1905 um bloco de mais de meio quilo de diamante bruto com 3,106 quilates (621 gramas), foi descoberto na mina de Kimberley, na África do Sul e presenteado ao rei Eduardo VII, da Inglaterra. A pedra foi dividida em nove brilhantes. O “Cullinan I” de 530 quilates (106 gramas), que saiu desta gema bruta, considerado o segundo maior diamante do mundo, está incrustado no cetro real.

07-diamante

  • O “Incomparável” é o terceiro maior diamante do mundo. Tem 407,48 quilates (81 gramas) e foi cortado de um bloco de cristal bruto, achado na África do Sul, pesando 890 quilates (178 gramas). Em 1984, um milionário suíço o comprou em um leilão da loja Cristie’s , em Nova York por 13,2 milhões de dólares.

colored-diamonds

  • Existem também raros diamantes coloridos. Há uma gema com cor para cada 10.000 transparentes. O que tinge os cristais é a combinação de impurezas e átomos não-carbônicos.