ROUPA DE FESTA

Época de comemoração

Assim como os nossos antepassados pintavam o corpo para homenagear os deuses em festas rituais, a civilização moderna utiliza as roupas como uma homenagem ao anfitrião e o sucesso da festa.

Comemorações têm códigos de vestir e merecem um visual mais caprichado e adequado ao local e estilo de festividade.

Porém, muitas mulheres, com medo de parecer pobremente vestidas em festas, avançam o sinal do bom senso e o resultado acaba artificial e desconfortável.

Como comprar uma roupa de festa eterna

Qualquer mulher precisa de um vestido de festa algum dia.

  • Antes de sair para as compras consulte uma amiga, blog de moda ou revistas para elaborar o roteiro e economizar tempo e dinheiro.
  • Nunca compre uma roupa de festa na última hora. Na certa gastará dinheiro sem conseguir um curinga no guarda-roupa.
  • Ao experimentar uma roupa festiva, questione se a modelagem valoriza o corpo e a faz sentir bem e poderosa. Analise se é confortável. Diante da dúvida é melhor procurar outro modelo.
  • Analise se têm acessórios e lingerie que combinem com a roupa. Em caso negativo avalie quanto vai custar estes detalhes para ver se vale a pena.
  • Tente provar com todos os complementos certos.
  • Se a roupa é muito cara, deve ter um visual que possa ser usada muitas vezes sem chamar tanto a atenção. Repetir roupas não é pecado, ao contrário, é sinal de inteligência, desde que a roupa não seja um out- door.
  • Se a roupa depende de ajustes ou bainha, só compre se a loja oferecer este serviço. Entregar uma roupa sofisticada para pessoa não especializada pode custar caro.
  • Ao comprar sapatos ou bolsas de festa confira se combinam com o vestido, o local e o que já tem no armário. É fundamental que os acessórios tenham múltiplas utilidades.
  • Ao usar bijuterias cuide para que se harmonizem ao seu tipo físico e que a cor do metal ou pedras não concorra com o vestido.

Ao escolher a roupa de festa

  • Procure tons que realcem a pele, mas que possam ser usado em outras ocasiões.
  • No verão dê uma trégua ao preto. Outras cores também são clássicas, eternas e emagrecedoras como marinho, cinza, bege, tons de azul ou verde, branco, naturais, marrom, vinho e berinjela. São opções elegantes e pouco usadas em festas. Entre as vantagem destes tons sóbrios, além da originalidade é que nunca cansam o visual, “emagrecem” e não denunciam as repetições.
  • Lembre-se que todas as cores dos vestidos de festa serão vistas na luz artificial. Não se engane com um belo tom durante o dia. As cores podem mudar ou desaparecer com luzes a noite.
  • Tudo o que vestir para uma festa tem que aparentar qualidade. Sentir-se maravilhosa faz parte do processo para estar segura e atraente com a roupa escolhida.
  • Peças separadas (saia e blusa, calça e blusa, tailleurs, trajes, conjuntos) permitem mais variações que os vestidos. São indicadas para quem tem muitos compromissos sociais no mesmo grupo e para mulheres fora do peso ideal.
  • A facilidade de mudar os pares nas roupas separadas permite a troca de uma saia curta de um top bordado social por uma saia longa transformando o conjunto recepção em traje a rigor.
  • Como são usadas poucas vezes as roupas de festa devem ser úteis a muitos climas e com decotes que permitam o uso com paletós ou xales. Evite modelagens que complicam o uso de um agasalho.
  • Assegure-se que está comprando um feitio clássico que vai se manter na moda por um tempo maior, com mobilidade de combinações e durabilidade de materiais. Pelo tipo de tecido e acabamento exigido, os vestidos de festa são mais caros no preço que as opções para o dia.
  • Tente modelagens que favoreçam seus pontos fortes. Decote, volume, largura, comprimento, cor e textura do tecido devem ser avaliados.
  • Aproveite a versatilidade proporcionada pelas roupas sem muitos detalhes. Uma bolsa original ganha mais atenção que um vestido incrementado, com a vantagem que a bolsa pode ser trocada.
  • Ninguém precisa pendurar o lustre de cristal da sala no pescoço para aparentar um visual festivo. Jóias e bijuterias devem ser usadas de acordo com a necessidade do vestido. Os modelos bordados se contentam com os brincos e no máximo um colar discreto. Os de estilo “limpo” podem ir mais fundo, adequando os complementos ao peso e formato físico. Baixinhas e graúdas devem evitar excessos de complementos.
  • Determine com antecedência tudo o que precisa para a noite de festa: sapatos, meias (mínimo de duas), bolsa ou carteira, maquiagem e roupa íntima adequada ao vestido.
  • Improvisações comprometem o resultado final. Organize tudo que precisa sem deixar nada para a última hora.

Ao vestir a roupa de festa

  • Esteja certo que nada vai atrapalhar a sua noite. Fiscalize fechos, botões, bordados e costuras.
  • Certifique-se que a roupa não está apertada e nem caindo corpo abaixo.
  • Corpetes com barbatanas devem estar muito bem encapadas para não machucar a pele. Os elásticos também devem ter a tensão confortável.
  • Evite decotes complicados que teimam em não parar no lugar ou cópias de vestidos de estilistas feitos para a passarela sem preocupação de uso. Panos longos, capas e caudas são lindos nas fotos, mas incômodos para dançar.
  • Cuidado com os decotes “tomara que caia” que desabam ou o de “ombro a ombro” que seguram os braços nas laterais impossibilitando os movimentos. Só funcionam quando estão muito bem estruturados.
  • O sapato é mais importante que qualquer coisa. Apesar de muitas vezes escondidos, devem ser bem escolhidos e testados antes da festa. O tamanho tem que ser exato, sem sobrar ou faltar e com altura de salto suportável.
  • As luvas podem vestir a mão de debutantes e noivas, mas são desnecessárias para outras mulheres, especialmente no verão. A luva, para quem não tem habilidade no uso deixa os dedos parecendo engessados.
  • Combine a roupa de festa com sapatos na cor, do mesmo tecido, brancos, pretos, cor de pele ou metalizados que combinam com tudo.
  • Use bolsas especiais, bordadas ou com formatos retrô. A bolsa pode ser um elemento de destaque sem precisar estar combinando com o sapato.

O que tem visual de festa

  • Tecidos fluidos e transparentes, veladas com sobreposição do mesmo tecido, com rendas ou materiais opacos.
  • Plumas
  • Bordados com desenhos florais, arabescos, orientais, geométricos ou escamados de paetês.
  • Calças compridas em tecidos preciosos ou bordados coordenados com blazer ou túnica.
  • Decotes: ombro a ombro, um só ombro, tomara que caia costas nuas, alças fininhas e estilo combinação.
  • Macacões colantes com grandes decotes.
  • Paletós justinhos em tecidos brilhantes ou acetinados e decotes, usados com vestidos, saias ou calças.
  • O pretinho eterno com detalhes coloridos.
  • Cores claras (tons aquarelados de rosa e azul), metálicas (cinza, prata e gelo) e os tons fortes (turquesa, pink, laranja, coral,esmeralda, vermelho)
  • Flores bordadas ou em tecido para um toque romântico na roupa de festa.
  • As estampas florais miúdas e espaçadas em tecidos leves.
  • Tecidos sofisticados: Seda, musselina, shantung, malha, jérsei, veludo, crepe, microfibra, zibeline, tafetá, renda, tule, cetim e tecidos com brilhos ou bordados.
  • Cabelos presos, estilo clássico (sem mechas caindo, topetes ou fofos) com coque na nuca (chignon) ou no estilo Audrey Hepburn (coque alto) cria visual sofisticado.

Fatores que influenciam na escolha de uma roupa de festa

Vestir bem se transmite através de detalhes bem pensados, na surpresa em um dos elementos da roupa, no acabamento e caimento de um traje, na escolha de acessórios corretos e acima de tudo na roupa adequado ao local e tipo de festa.

Horário

  • Para qualquer evento que acontece durante o dia ou início da noite, o traje indicado é menos formal e brilhante.
  • A maioria das festas que exige uma produção mais elaborada acontece depois das 18 h., principalmente no verão. Para nunca destoar do cenário jamais vista roupas espetaculares para um coquetel na luz das 17 horas.

Local

  • Avalie o local. Festas ao ar livre são sempre mais informais na maneira de vestir que em ambientes fechados. Os espaços abertos geram a ideia de se estar em público, exigindo roupas menos suntuosas.
  • Em locais pequenos evite roupas complicadas, volumosas ou chamativas. Já um grande salão comporta sofisticação e extravagâncias.
  • As festas em grandes metrópoles reúnem tribos variadas, anônimos, cada um expressando na maneira de vestir o seu estilo pessoal e no que acredita. A roupa pode ser bem pessoal, como um cartão de visitas, a não ser em casos que o convite defina a categoria do traje. Já as comemorações em cidades menores exige maior atenção, já que muitas pessoas se conhecem e convivem juntas nos mesmos ambientes. Fora dos grandes centros a escolha das roupas de festa deve tender para o tradicional para ser usada em outras ocasiões.

Clima

  • O inverno e o outono são estações mais formais e a roupa tende a ser mais clássica, mesmo para as festas.
  • Na primavera e verão as exigências relaxam e abrem espaço para o corpo à mostra, modelagens e cores inovadoras.

Entre colegas

  • Aplique nas festas da firma, amigo secreto ou eventos envolvendo colegas e superiores as regras que utiliza na roupa profissional- mais discreta e menos sugestiva, menos decotada ou curta.
  • Dê preferência para cores neutras, modelagens elegantes com o cuidado para não parecer profissional demais.
  • Surpreenda com acessório ou complementos modernos ou coloridos.

Festas temáticas

  • Mesmo que não goste do tema escolhido ou abomine festas a fantasia, escolha um chapéu, máscara ou acessório de referência que combine com a roupa para não desagradar o anfitrião e outros convidados.

Festas com cerimônia religiosa ou solene

  • Casamento, batizado, primeira comunhão, Bar Mitzvah e outras celebrações religiosas exigem sobriedade e formalidade na maneira de vestir, pelo menos nos momentos que envolvem a cerimônia. Os cuidados com o visual de homens e mulheres dependem da importância do evento e horário onde até traje com gravata para os homens e vestido coquetel para as mulheres podem ser usados.

Ano novo

  • Opte pelo branco ou as cores que homenageiam os orixás.
  • A roupa deve ser descomplicada, especial para dançar e saudar o novo ano.

Aniversário

  • Dependendo da intimidade ou importância da festa, a roupa pode variar do casual ao formal.
  • Seja qual a produção de roupa escolhida, capriche no visual.

Aniversário de quinze anos

  • Vestidos, saia / top ou macacões para as convidadas, sem precisar de bordados, mas com um resultado mais sofisticado.
  • Cabelos, maquiagem e acessórios mais requintados.
  • Vestido mais sofisticado para a aniversariante. Pode ser longo, curto, bordado e acima de tudo, confortável o suficiente para se divertir.

Almoço festivo

  • Tailleur, vestidos, trajes com calça em tecidos de qualidade e sem brilho, jóias ou bijuterias discretas.
  • Chapéu só em casamento muito sofisticado e ao ar livre.

Coquetel

  • O pretinho foi criado para os coquetéis, e ainda está valendo. Mas, em qualquer cor as roupas desta categoria como vestidos, conjuntos com saias ou terninhos são mais sofisticados.
  • Use bolsas médias e sapatos de saltos confortável porque geralmente coquetel é servido em pé.
  • Tecidos brilhantes são permitidos, mas paetês só para as modernas e em pequenas peças ou bordados.
  • Nem pense em aparecer de vestido de gala.

Jantar fora

  • Vestidos, saia ou calça, o motivo do encontro é que vai escolher o modelo.
  • Encontro profissional exige roupas sérias. Um jantar romântico exige produções mais sedutoras. Os tecidos também variam de acordo com o compromisso. Pode ir da malha de tricô a musselina.
  • Cores escuras são sofisticadas, mas qualquer tom é possível.
  • Complemente com bons acessórios e bijuterias, mesmo com roupa simples.

Baile de gala ou a rigor

  • Vestidos longos cobrindo o salto com detalhes de alta costura.

Casamento

  • Geralmente o convite não especifica o traje, mas como a ocasião é formal, exige sempre roupas sociais (um meio termo entre a roupa para coquetel e o gala). Mais sofisticada quando se aproxima a noite.
  • As convidadas tem a liberdade de escolher o comprimento da bainha de acordo com a beleza das pernas, sem cometer nenhuma gafe. A bainha das saias fica a critério de cada uma. São permitidos tanto as curtas, quanto as longas, a não ser em casos que a noiva determina um comprimento uniforme para as madrinhas tentando uma unidade ao cortejo nupcial (todas as madrinhas de longo, ou todas de curto, etc.)
  • Convidadas e madrinhas, em qualquer horário ou tipo físico a opção é para vestidos ou conjuntos com saias de comprimento curto (no joelho ou acima). Quem optar pelas bainhas longas, o limite máximo é o tornozelo. Mais que isto só se o convite especificar “traje rigor ou gala”.
  • Calças amplas em tecidos sofisticados são permitidas para convidadas.
  • Preto é chique. Branco é exclusivo da noiva, mesmo que case de vermelho.

Crianças

  • Meninas: vestidos da moda e meninos calça e camisa cor neutra.
  • Os pajens devem vestir de acordo com a sofisticação da noiva.

Formatura

  • Roupas sociais, sem brilhos e com um toque casual. A formanda pode vestir de acordo com a sofisticação da festa.

Natal

  • Roupas confortáveis com um visual mais caprichado. Esta festa não exige produções complicadas e nem traje com gravata para os homens.

Bar/ bat mitzavah

Garotos

  • O Bar Mitzvah é uma grande comemoração familiar judaica, festejando os garotos de treze anos que entram na idade adulta.
  • O garoto deve usar traje completo, com gravata e durante a cerimônia receberá seu Talit (cachecol de seda) para comparecer as cerimônias religiosa

Garotas

  • O Bat Mitzvah é o início da idade adulta para as garotas judias, aos doze anos. Assumem os compromissos religiosos em cerimônia semelhante aos rapazes.

Pais

  • A cerimônia religiosa sempre acontece nos sábados encerrando ao meio-dia e normalmente seguido por um coquetel, almoço ou recepção á noite.
  • Muitas vezes os pais precisam de mais de uma roupa para vestir bem nas diversas festividades.

Eventos formais de dia

  • Casamentos, almoço festivo, batizado com festa, pedem roupas sóbrias, sem brilhos ou bordados desnecessários. Mesmo que a moda esteja um brilho só, evite o exagero em eventos e festas formais durante o dia.
  • Um vestido e casaco coordenado, um costume, saia e blusa. Evite calças compridas se tem papel principal na cerimônia.
  • Homens devem adaptar a roupa de acordo com a importância do evento. Na dúvida, um paletó sempre resolve, mas se formalidade for requisitada, use traje e gravata.

Festas de empresa a noite

  • Use roupas sóbrias, mas que não sejam muito formais em coquetéis e festas envolvendo pessoas da empresa que trabalha.
  • Seja coerente com o estilo pessoal. Se trabalha vestindo clássico o ano todo, não encarne a deusa sexy por uma noite. Vai parecer forçado e fora de ambiente.
  • Não tente parecer mais luxuosa que os demais. Pega mal e fica cafona. Um conjunto com calças, costume, vestido ou saia e blusa é suficiente. “Acessorize” com classe, sem exagerar. Os homens podem usar roupas casuais a não ser que a o traje formal seja exigido.

Formatura

  • Roupa social, sem brilhos e com um toque casual.
  • A formanda veste de acordo com a sofisticação da festa, permitindo bordados e visual mais elaborado em vestidos curtos (evite longos de gala).
  • As mães e convidadas usam vestidos, macacão, conjuntos sociais com saias ou calças.
  • Os formandos devem optar pelo traje com gravata. Os convidados masculinos podem relaxar com paletó ou jaqueta com ou sem gravata e calça esporte.

Eventos fúnebres

  • Nem sempre dúvidas com roupas se restringem a acontecimentos felizes. Momentos de dor também devem ser expressos na maneira de vestir. Os amigos da lendária editora da revista norte- americana Vogue, Diana Vreeland vestiram vermelho no seu funeral, pois esta era a sua cor preferida. Mas tradicionalmente vermelho não é uma das cores recomendadas.
  • Trajes escuros ou sóbrios em modelagens do dia-a-dia são solenemente mais indicados.
  • Quanto mais importante for o funeral ou cerimônia em memória de alguém, mais formal deve ser a roupa escolhida.
  • Luto total ou preto não é obrigatório, mas pode vestir as pessoas mais chegadas como gesto de tristeza.
  • Evite roupas extravagantes ou insinuantes, maquiagem evidente, brilhos, perfume forte, cores vivas e óculos exagerados.