Verão Cropped

Prepare-se para um verão Cropped

Calças, saias e blusas vão encolher deixando as bainhas mais curtas, com se fossem cortadas.

O top cropped nem está na lista das top tendências para o verão 2018, simplesmente porque é uma permanência e não uma novidade.

Mas a presença foi marcante nos desfiles para a temporada de calor de Nova York a Paris.

Parceira das cinturas altas

Lançada em 2016, as blusas mais curtas prometem em emplacar em 2018, após a aceitação absoluta das cinturas mais altas nas calças/shorts e saias.

Mas atenção para não vulgarizar o visual.

O “top cropped” (como a moda está chamando) deve ser usado com a parte de baixo mais alta para esconder o umbigo.

Até as noivas estão adotando

Costume folclórico

Mostrar a barriga é um velho costume de sedução que a moda e as mulheres volta e meia tiram do baú.

cul-2

As roupas folclóricas femininas de Sri Lanka e da Índia já mostravam a barriga de fora nas vestes tipo sarí usadas em danças rituais como símbolo da fertilidade.

As dançarinas de dança do ventre, originárias do Oriente Médio também usavam a barriga de fora para exibir os movimentos coreografados da cintura e quadris.

Mini-blusa histórica

piazza_armerina

Um mosaico da villa Piazza Armerina- Sicília, na Itália mostra atletas treinando com halteres de disco vestindo top e sunga com a barriga de fora. Diferente dos gregos, os romanos  não praticavam o nudismo nos ginásios.

Cinema

A barriga de fora foi motivo de escândalo em alguns filmes pioneiros

Theda-Bara-as-Cleopatra-19171

Em 1917 a atriz Theda Bara foi a primeira atriz a mostrar a barriga ao desenhar seu próprio figurino para o filme “Cleópatra”.

Público e crítica esbravejaram. Comentavam que Theda Bara havia “eliminado” a roupa de Cleópatra e que havia transformado a rainha do Egito em Theba Bara.

osullivanmaureen

A atriz Maureen O’Sullivan usou em 1934 um figurino de Jane no filme “Tarzan and his Mate” com a barriga e outras partes de fora.

Ao filmar a continuação em 1936, “Tarzan Escapes” o código Hays (uma espécie de agencia repressora do governo) exigiu um figurino mais tapado.

12669725_10153913322279894_3357263241011003497_n

Marlene Dietrich, famosa por lançar a moda andrógena entre as estrelas de Hollywood passou a tesoura nos figurinos de “Kismet” de 1944 em busca de uma imagem mais sexy para a personagem.

lana-turner-the-postman-always-rings-twice

Lana Turner, uma pré-Marylin Monroe causou “frisson” (como se dizia na época) ao aparecer com a barriga de fora, vestida pela estilista de Hollywood Irene somente com roupas brancas no filme “O Destino Bate à Sua Porta” de 1946.

Lana era mestre de interferir no figurino de seus filmes em busca de um visual mais sedutor.

No Filme “The Prodigal” de 1955, ela redesenhou todas as suas roupas. Ela queria uma coisa “sexy” e conseguiu

Raquel Welch foi a primeira estrela de Hollywood a fazer marketing de sua cintura espetacular com um top ousado no filme “Mil séculos antes de Cristo”.

Na época o comentário era que ela havia passado por várias cirurgias plásticas para conseguir as curvas alucinantes.

Décadas de sucesso

Anos 1940

Rita-Hayworth-as-Gilda-rita-hayworth-16044864-1191-1465

Rita Hayworth botou a barriga de fora no filme Gilda (1945).

Em uma das coreografias veste um maravilhoso vestido branco criado por Jean Louis.

carmen miranda 1948 - by virgil apger. Scanned by Frederic. Reworked by Nick & jane for Dr. Macro's High Quality Movie Scans website: http://www.doctormacro.com. Enjoy!

Nesta época Carmem Miranda também popularizou a idéia da barriga de fora para as telas americanas.

A audácia de Carmem virou tendência.

notorious-cary-grant-ingrid-bergman-018

No filme “Notorious” (1946) de Hitchcock, Cary Grant tapa a barriga de fora de Ingrid Bergman com um lenço ao sair para uma festa.

Nesta época a barriga passou a ser a zona erógena preferida com a popularização das roupas de banho de duas peças.

 Anos 1960

BB

Com o advento da pílula e da liberdade sexual, a moda mais uma vez liberou a cintura.

Brigitte Bardot foi a principal divulgadora desta moda que se chamou na época de “Saint Tropez” em alusão a praia francesa onde Brigitte curtia.

Nesta época as saias e calças baixaram e a blusa encolheu deixando o umbigo à mostra.

Nos filmes de Elvis Presley, as estrelas da época vestem calça capri e mini blusa para dançar ao ritmo do rock’n’roll.

Anos 1970

70

Na passagem para os anos setenta o estilo descontraído do movimento hippie deixou a barriga à mostra tanto na moda casual como nos “palazzo pijamas” sofisticados propostos para a noite.

A combinação de jeans surrados e justos, com boca de sino e camisetas baby look era o visual da moda.

Anos 1980

madnna

As blusinhas curtas (e largas) entraram definitivamente no gosto coletivo.

Madonna botou a barriga à mostra em uma camisa de renda em “Procura-se Susan desesperadamente” e a peça virou febre no mundo inteiro em 1985.

 Anos 1990

alexander_mcqueen_5790_north_623x 

O umbigo ficou a mostra não só com tops justos e curtos, mas também pelo cós mais baixo das calças.

O primeiro a repensar na sensualidade da cintura à mostra pelas calças baixas foi Alexander McQueen nas coleções de 1996.

Suas cinturas eram tão baixas que deixavam um cofrinho aparente.

Porém foi Tom Ford que na coleção primavera verão de 1999 para Gucci achou a receita ideal para a cintura baixa.

Seus jeans ornamentados por pedrarias, influenciado pela cantora Cher,  elevaram o conceito da Gucci e da cintura baixa para deixar  a barriguinha a mostra.