A moda infantil no passado

Tempo Antigo

A moda no tempo da vovó


A criançada que entra em uma loja infantil cheia de roupas coloridas e absolutamente na moda nem imagina como isto funcionava no tempo da vovó onde Internet era tema de filme de ficção cientifica.
Até os anos 60 do século Vinte existia a moda adulta e as roupas infantis que só mudavam de cor e peso de acordo com o clima.
Criança não tinha escolha. Os pais decidiam o que os pequenos deveriam vestir, como cortar ou pentear o cabelo, as cores e estilos. E a garotada era obrigada a aceitar e usar sem choro. Apesar que naquela época a roupa infantil era muito sem graça.
Os meninos deviam usar camisa com calça curta ou paletózinho e as meninas um tipo de vestido que parecia um abajur. E esta tirania durava até virarem adolescentes.


E nenhuma criança tinha coleções de roupas e sapatos no armário.
A moçada daquela época tinha padrões rígidos de vestir e pouca opção.

O figurino dos garotos era composto de uma roupa boa para sair no final de semana (geralmente um terninho que era usado com gravata), camisas, camisetas e shortinhos para brincar, japona marinho para ir a escola e para dias de frio. Para as meninas vestidos de vários feitios, mas sempre rodadinhos, bem enfeitados e usados com meias soquete e sapato assandalhado. As garotas raramente vestiam camisetas, calças ou shortinhos que eram reservados para a praia.
Os cabelos eram padrão para todo mundo e nenhum pai admitia cortes ousados nos meninos ou elaborados para as meninas.
Os garotos raspavam as laterais da cabeça deixando tufos mais longos na parte de cima do cabelo que era penteado com Glostora (um pré-gel super gorduroso).
As meninas usavam cachinhos ou outros penteados infantis com lacinhos e tiaras enfeitando.
Maquiagem, nem pensar. Nem as adolescentes podiam usar.


As cores ficavam restritas aos tons claros no verão e sóbrios no inverno tipo cinza, bege escuro ou marrom. Um tédio. E as roupas eram usadas até deixar de servir, já que não acompanhavam tendência nenhuma.
Menina não podia usar o vermelho e meninos deviam ficar longe do rosa, como se a cor fosse influenciar o caráter.
Felizmente nos dias de hoje as crianças podem escolher o que vestem garantindo uma autoestima elevada e noções de elegância para toda uma vida.
Numa sociedade onde a aparência tem valor, exercitar desde cedo o gosto pelo visual ajuda a criança a se tornar um adulto mais interessante.

Felizmente a moda mudou para a alegria da criançada.

QUANDO EU ERA CRIANÇA IMAGINAVA QUE OS ANOS 2000 SERIAM COMO O UNIVERSO DOS “JETSONS” .
MUITA GENTE ACHAVA QUE O FUTURO SERIA ASSIM
A série, intitulada “França no ano 2000 (XXI century)”, mostra a percepção dos artistas sobre a vida das pessoas e o uso da tecnologia no dia a dia.
Acompanhe estas imagens curiosas que revelam como as pessoas de 1900 idealizavam os anos 2000
Diversos artistas franceses colocaram no papel a percepção daquela época sobre o futuro.
Cartões desenhados no início do século passado mostram como as pessoas daquele tempo imaginavam os anos 2000. Compilado pelo jornal “The Public Domain Review”, as imagens de Jean-Marc Côte e outros artistas da França eram usadas em pacotes de cigarros e, depois, utilizadas em cartões-postais.
Há pelo menos 87 desenhos diferentes de 1899, 1900, 1901 e 1910.