Tecido Nobre

Veludo absoluto

Uma tendência que reinou na temporada internacional de inverno 2018 foi o veludo.

Roupas e acessórios feitos com este material luxuoso nas passarelas

O veludo foi hit nos anos 1980 e saiu de cena por algum tempo.

Porém no inverno 2017 ele se consagra como tendência da estação.

Editora Globo (Foto: Editora Globo)

Editora Globo (Foto: Editora Globo)

Veludo tem brilho e textura que evoca luxo e nobreza

Do latim “vellus”, que significa fios em tufos, o veludo é conhecido na Europa desde a Idade Média.

Uma trama apertada no tear sustenta pelos curtos e densos resultando numa textura macia, rica e com muitas variedades.

No séc. XIX o veludo era tecido em seda, mas a descoberta do acetato e do Rayon proporcionou custos menores e maior popularização para este produto nobre.

Hoje existe no mercado uma variedade de tipos de veludo, alguns em composição com fios elastanos.

Veludos  2018

Editora Globo (Foto: Editora Globo)

Cordoado

Forma listras intercaladas. Também conhecidos por cotelê ou corduroi.

Os mais pesados podem atualizar todos os básicos. Calças, jaquetas, terninhos, saias, macacões, paletós, mantôs e modelagens estilo jeans.

Cotelês leves dão charme a camisas e vestidos.

Normalmente são tecidos com fio de algodão, que permite o uso em qualquer estação.

 Devorê

O devorê é um padrão de estampa corroída com aplicação de pasta química. Este produto “devora” a parte aveludada, formando desenhos em relevo sobre a tela transparente do tecido.

O devorê é uma qualidade sofisticada de veludo.

Use em vestidos, pantalonas ou blusas festivas. Para assumir certas transparências que o tecido provoca, é preciso estar com o corpo em dia.

Evite detalhes e modelagens complicadas. O tecido é o luxo.

 Molhado, chifon ou cristal

Veludo macio e flexível, sucesso absoluto no corpo dos roqueiros da geração Woodstock.

Use em vestidos, calças amplas ou justas e blusas. Evite modelagens coladas ao corpo, especialmente nos quadris acima do manequim 44. O brilho engorda. Ao criar nuanças de tom acaba destacando os volumes.

Sexy e sedutor quando usado á noite, mas é chique também usar de dia.

Alemão ou tipo alemão

Liso e mais encorpado tem brilho discreto e bom caimento.

Pode ser usado em pequenas peças durante o dia (inclusive em acessórios).

A noite é tecido solução para os vestidos e paletós de inverno.

Apesar de não aquecer o corpo, cria a ideia de proteção ao frio.

Veludo stretch

Composição feita com o elastano na medida ideal para roupas ajustadas. Permitido da academia até na hora dos embalos. Proporciona conforto e maior aderência.

Ideal para qualquer clima, nos biquínis e nas roupas de outono inverno.

Aspectos aveludados

Malhas, moletons, cardados e o plush, são algumas outras categorias deste material cardado que podem ser adaptados para roupas casuais e até esportivas.

Pé direito

desfile_animale_princiapl-2

A grande maioria dos veludos tem “pé”. “Pé” significa o sentido que o veludo está tecido. Na hora de cortar uma peça em veludo é fundamental obedecer o sentido dos pêlos para evitar a diferença irreparável de tonalidades nas costuras.

Manutenção

desktop11

Ao lavar, secar e passar manuseie com a peça virada pelo avesso.

Use sabão neutro e não torça, deixando escorrer o excesso de água.

Seque a sombra e passe com o ferro, a 150°, protegendo com um pano e cuidando para não achatar os pêlos.

Peças em veludo fabricadas com algodão podem ser lavadas com água e até na máquina.

Composições com viscose e polyester exigem mais cuidados. O ideal é um serviço profissional.

Muito cuidado com o ferro de passar roupas. Veludos delicados, como o alemão e molhado queimam fácil, sendo impossível a recuperação da mancha.

Nestas qualidades mais sofisticadas só use vapor, sem jamais encostar a chapa quente no tecido.

Proteção de luxo

Fashion-week-Osklen-Veludo-Ze-Takahashi-Agencia-Fotosite-1024x785

Um paletó, estola ou casaco de veludo são peças confortáveis e abrigo para termômetros baixos em dia de festa.

O veludo preto é curinga para qualquer roupa, mesmo as mais luxuosas.

Overdose de sucesso

No passado o veludo foi alto luxo. Na Idade Média era exclusividade nos mantos de reis e rainhas e até meados do século XX era usado para suntuosas roupas de festa. No início dos anos 1970 passou a compor looks transados para o dia.

No inverno o veludo pode ser usado de manhã á noite conjugados com todos os itens da estação.

Roupas de veludo combinam com acessórios em camurça, cetim ou napa.

Se os acessórios são em veludo, opte por roupas em tecidos lisos e foscos.