Multitasking, a Moda Multitarefa

Multitasking é a palavra do momento

untitled-design-131

“Multitasking”, ou multitarefa é o ato, graças à internet, de fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo.

E a moda que sempre traduz novos comportamentos criou um estilo para seguir este segmento de consumidoras que precisam ser organizadas em tempo contado por fazer muitas coisas paralelas

Utilidade Máxima

unimarni-bolsa-300x300

O multitasking – termo emprestado do inglês para se referir a “fazer várias coisas ao mesmo tempo” – é muito usado pelas mulheres que trabalham fora e dentro de casa e tem pouco tempo para perder com  vestuário.

clipboard8-horz

clipboard5-horz

clipboard10-horz

De olho nesta mudança de rumo, estilistas antenados do planeta deixaram de lado os “frú- frús” e ornamentos e se concentraram em criar roupas úteis em combinações ecléticas, feitas em tecidos de luxo ou alta tecnologia em um novo conceito detectado e batizado como “utilitarismo”.

Moda Utilitária Inverno 2017

e0787e67c1b83a598657d885afa06f1a

O conceito do “utilitárismo” vem de “quem utiliza” (os “utilizadores”) e não de útil.

A moda utilitária remete ao conforto e praticidade.

Tem características bem peculiares, que é a presença de bolsos, que podem ser cargos ou somente estéticos, muitos botões com uma cartela cartela de cores “sujas” de tons terrosos e verdes, principalmente o verde oliva, com espaço para o preto, cinza e branco ( já que é a cor mais fácil de lavar).

A moda utilitária surgiu na década de 1940, inspirada nos uniformes militares.

Mas utilitário  não precisa ser militar porque o estilo tem muito das roupas para safari.

A moda utilitária é um pouco mais abrangente, é como se o militar estivesse em uma pasta e a moda utilitária fosse o arquivo.

Todas as tendências do militarismo entram na moda utilitária.

Esta nova proposta de moda transporta a expressão de um bem estar sem imposição de estilos.

A brincadeira não é mais incrementar o visual com enfeites desnecessários e sim reverter o tradicional buscando humor em combinações de roupas de diversas procedências escolhidas por quem as utiliza como expressão de sua personalidade.

moda-utilitatia-2

Expressões do Utilitarismo

christophe-lemaire-verao-2015-pfw-interna

  • O estilista austríaco Helmut Lang, na década de 1990 foi o primeiro a sinalizar e traduzir este comportamento para as roupas rebeldemente elegantes, com economia de toques femininos, sem deixar de exibir glamour e sensualidade.
  • Lang propôs camisetas básicas com saias rodadas feitas de tiras de politileno para a noite e brilhos noturnos para ofuscar na luz do sol com jeans de aspecto vintage, também criado por ele.
  • Nicolas Guesquière, diretor de estilo da Balenciaga Dix na época jogou na passarela calças saco em sarja tingida com tops inspiradas na Wearable Art (uma arte que promove roupas únicas com status de escultura)
  • John Galliano promoveu uma comemoração ao estilo “utilitarista” misturando na passarela referências tão variadas que nenhum look se parecia ao outro.
  • Como nunca a busca da individualidade prática está desafiando os estilistas de moda a criarem muitas propostas com resultados que deverão se estender para outras estações de moda.

A musa do Multitasking

01-blog-a-earhart102-blog

A aviadora Amelia Earhart é a musa da nova tendência

Na década de 1930 ela foi uma das primeiras mulheres que migravam para as atividades e para o guarda roupa masculinos.

Para a nova atividade adotou um figurino utilitário, diferente da moda pouco funcional que era lançada para as mulheres.

Ela não se vestiu de homem. Criou roupas que se ajustavam a sua profissão.

Não é mera coincidência que alguns looks de verão desfilados em Paris se pareçam muito com os dela.

A aviadora desapareceu em um voo em 1937, mas seu estilo pode ser repetido pelas consumidoras multitasking sem nenhum problema.