Moda sem idade

Creio que não existe moda para quem é jovem ou “de idade”.

A moda é uma só.

A moda é mostrada por jovens para ter sempre o frescor do novo, mas quando o estilista cria roupas e acessórios não segrega faixa etária.
Me impressiona quando alguém comenta que uma mulher não deve usar cabelos longos ou saia curta depois dos quarenta. Porque?

Carmem Mayrink Veiga, ainda uma das brasileiras mais chiques, sempre exibiu o mesmo cabelão preto da época que era uma das dez mais elegantes da lista do Ibrahim Sued.

Que diferença faz os fios mais curtos?

Talvez seja melhor para tingir, mas mesmo as jovens tingem seus cabelos longos sem problemas.

E a saia curta? Quem tem pernas lindas (as pernas e o colo feminino são os últimos a envelhecer) deve exibir.

Jaqueline Kennedy, um dos maiores mitos de elegância do século vinte, usava saias mostrando os joelhos, mesmo em idade avançada.
Algumas pessoas podem consideram vulgar o uso da moda depois de “certa idade”, mas lembro que muitas teens também conseguem se vulgarizar usando as novas tendências.

Chego a conclusão que a maneira de portar é que divide o joio do trigo.

A atitude.

Com elegância tudo é possível.

Mesmo a barriga de fora, um ultraje para nossas vovós é completamente aceitável depois da popularização do exercício físico e das lipos.

Suzana Vieira é um exemplo que mesmo madura, as mulheres estão podendo.

A atriz não se constrange em usar transparências e decotes inusitados.

E quem a imaginaria diferente deste visual vibrante e jovial?
O mundo mudou, andou.

919147-style-doyennes

“Velhos são os trapos”, como dizia minha mãe.
O que determina o estilo de uma mulher madura em primeiro lugar é a aparência do corpo e da pele.

Se enxutos, não existem motivos para esconder.
O que eu defendo não é uma coroa cocota, mas uma mulher segura, ligada a novos estilos e ideias e que pode adaptar tudo o que os estilistas propõe para seu estilo de vida, sem nunca parecer ter roubado a roupa da neta.

Usar a moda requer mais atitude que figurino

Daphne-Selfelinda-rodinHairstyles-For-Older-Women

Toques seguros

• Atualize o guarda roupa com peças modernas, mas de excelente qualidade.
• Não adianta usar a calça da moda com um sapato antiquado.
• Adapte a moda a conceitos elegantes. Se a tendência da estação está entre o pink e o camelo, opte pelo segundo e enfeite com o pink. Exagerar nas tendências e cores ao invés de rejuvenescer, acaba destacando a idade.
• Jogue com volumes e estruturas, mas vá devagar nas estampas e coloridos.
• Use roupas entreteladas, próximas do corpo, camisas brancas estilo masculino, paletós em padrões tradicionais, saias curtas, sem exageros, saias longas macias, malhas lisas de gola redonda ou em “V“ mais leves, justas no corpo e mais curtas, vestidos, calças sem volume em cores tradicionais como cáqui, o preto e o marrom..
• Adicione toques de irreverência na produção visual. Sandálias usadas com meias, paletó com saia ou vestido estilo lingerie, malha com tecido leve tipo musselina, couro com seda ou renda ou choque de cor em alguns itens.
• Maquiagens leves, sem excesso de pó (especialmente na área dos olhos e em volta da boca) e lábios em tons neutros com brilho.
• Tiaras de cabelo (esconde fios brancos nascendo).

 Perigo a vista

• Roupas com Lycra, que destacam cada quilo extra.
• Roupas moderninhas ou clássicas demais.
• Meias cor da pele. Seja criativa nas pernas.
• Calças jeans ajustadas que achatam o bumbum.
• Peso acima do permitido.
• Cabelos muito arrumados.
• Maquiagem em excesso, principalmente nos olhos.
• Cabelos mal tingidos em cores que não existem ou comprimento longo em fios ressecados.