História dos sapatos bicolores Chanel

MORREU RAYMOND MASSARO, O CRIADOR DO FAMOSO SAPATO TWO-TONS DA CHANEL

Raymond Massaro, neto do fundador da casa da família Massaro, morreu aos 90 anos, no dia 5 de abril de 2019.

Foi ele quem criou os famosos sapatos de dois tons, o “slingback heels” em 1957 para Gabrielle Chanel.

Dedicado colaborador dos grandes designers, a Casa Massaro sempre acessorizou as silhuetas dos desfiles mais incríveis do mundo da moda.

A Casa Massaro começou em 1894 com Sébastien Massaro e transformou a saga familiar de três gerações sucessivas em mestres sapateiros.

A casa se tornou fornecedora exclusiva da Chanel Haute Couture, em 2002. Mas esta estreita relação já existia entre Coco Chanel e Raymond Massaro.

Gabrielle Chanel acreditava que um único par de sapatos em bege e preto serviria para qualquer mulher em todas as horas do dia e da noite.

Mademoiselle Chanel então idealizou junto ao sapateiro Massaro este sapato com 6 cm. de salto, traseira com elástico e a biqueira em preto, para fazer o pé parecer menor.

THE CHANEL TWO-TONE SLINGBACK

Destaque no mundo dos calçados é o modelo bicolor da label, lançado originalmente em 1957, e que ganhou os pés de famosas como Romy Schinaider, Brigitte Bardot e Jane Fonda e se tornou item desejo de todas as mulheres.

Os novos sapatos de Cinderela

 

imagesCAE6J786

A ideia de Coco Chanel ao criar este modelo de sapatos, chamados de “os novos sapatos de Cinderela” pela mídia da época, era disponibilizar no mercado um modelo que combinasse com tudo.

E, como não poderia deixar de ser, as cores não foram escolhidas ao acaso: o bege é para alongar as pernas, enquanto o preto da ponta dá a impressão de que os pés são menores, além de proteger o calçado por mais tempo.

chanel 2

O elástico na parte de trás, uma colaboração do sapateiro Massaro, dá liberdade de movimento, e o salto de cinco centímetros se adapta facilmente à vida cotidiana das mulheres.

No outono 2015, Karl Lagerfeld trouxe o modelo de volta às passarelas da casa, mostrando na coleção prêt-à-porter que eles podem mesmo combinar com tudo.

A modelagem é tão famosa que ganhou releituras dentro da Chanel, sendo a mais famosa as alpargatas da marca.

Made in Italy

chanel

Os sapatos continuam sendo feitos, desde sua criação, na Itália e à mão.

Cada um leva duas horas para ser produzido e passa por 65 processos até a finalização.