Cuidado com a Moda

Nem tudo o que é mostrado nas passarelas corresponde à realidade do cotidiano, por isto algumas propostas não são indicadas genericamente, e sim para as consumidoras que tem estilo e ambiente para usar ousadias.

Tendências para poucas

Espartilhos

Anda apertando a cintura no estilo rua e nas semanas da moda.

Vários estilistas mostraram em suas coleções, como Prada.

Em total absurdo, elas aparecem como cintos em cima de casacos, proibindo quem usa de ficar sentada trabalhando em frente do computador. Já chega o incomodo salto alto, imagina voltar a um acessório que foi abolido há quase cem anos.

Lantejoula com tênis

O high&low pegou para valer, mas tem que ter “tipo” para casar peças tão desiguais – embora sendo moda, para não parecer que vestiu no escuro.

E esta tendência exige locais modernos e criativos onde circulam pessoas que vão entender o look.

Calça de cobra

Funciona em pernas magras e com coordenações discretas.

Exige o cenário certo.

Estilo Vetements

A maioria das roupas lançadas pela marca são tão modernas, que é difícil avaliar se é feia ou bonita.

A verdade é que a moda comercial e o fast fashion andam olhando estas novidades com simpatia.

Figurino nota dez para quem tem traquejo para usar e coordenar esta nova silhueta.

Quem não têm, melhor vestir básicos.

Coleção Gucci por Alessandro Michelli

Muita gente torce o nariz para as loucuras da nova Gucci, mas

varejistas do vestuário de todo mundo estão comemorando a volta dos bordados nas roupas, que ajudam na venda, pelo valor agregado.

O segredo neste caso é nunca adotar o look passarela e misturando com básicos consagrados o visual fica moderno sem parecer personagem de circo.

Slip dress sobre camiseta ou camisa

Mulheres grunges lançaram esta sobreposição com sucesso nos anos 1990.

A moda das ruas trouxe de volta, influenciando as passarelas.

É moderno, é chique, mas perigoso.

Exige postura relax e assessórios esportivos.