Como parecer mais magra pós pandemia

Se você, como eu, ganhou peso durante esta longa quarentena, não se desespere.

Existem truques de ilusão de ótica que diminuem ou disfarçam os quilos a mais.

O que emana da figura humana é captado como uma corrente suave de luz, assim se estabelece uma ponte entre o alvo e o observador

Claro que a roupa não emagrece, o que afina é a alface, mas escolhendo as peças certas é possível enxugar excessos, até que a vida e o nosso peso ideal volte ao normal.

Cor

A cor, sem dúvida, é um elemento de grande importância nas dimensões, que uma figura imprime perante os olhos do observador.

Você pode notar na decoração. Ambientes escuros parecem menores. Porém se queremos a ideia de ampliar o ambiente usamos tons claros ou luminosos.

No corpo também funciona assim. Cores escuras têm menos luminosidade e tende a parecer recuada, mais longe. Já as cores claras parecem ocupar mais espaço.

Cores quentes também chamam mais atenção que as frias, pesam mais e ampliam em vez de emagrecer. As cores frias parecem diminuir a silhueta.

Usar a monocromia (todos os tons iguais) ou tom sobre tom (cores da mesma família) ajudam a compor a ilusão de um bloco único vertical e diminui sensivelmente o volume, tornando-se quase nula.

A combinação de duas cores divide o corpo em duas partes. Se for usar, escureça onde o volume está mais acentuado e ilumine a parte mais magra do corpo.

Cores neutras como o cinza, bege ou as escuras também promovem um belo efeito porque anulam o espaço onde tocam. Ficam praticamente invisíveis aos olhos observadores.

Textura

É responsável pelo visual correto em quem está fora do peso.

A densidade da massa parece aumentar o peso.

O preto, por exemplo, tem caráter emagrecedor se for usado em tecidos maleáveis, fluidos. Em textura firme ou dura engorda mais que o branco, a não ser em peças de alfaiataria como os paletós e calças.

O caimento de um tecido define um acabamento delgado. Quanto mais mole, melhor o efeito.

 

Estampas

Todos os desenhos e recortes verticais afinam visualmente a silhueta.

Localização

A localização de um estampado também é importante. O centro da composição pesa menos que as extremidades. Um desenho no meio do corpo afina mais que estampas na manga, por exemplo.

Esta é uma teoria baseada no princípio da física que avalia que o peso de um elemento pictórico aumenta proporcionalmente à sua distância do centro de equilíbrio.

Um desenho a direita pesa mais que a esquerda, levando em consideração que se avaliam as imagens da esquerda para a direita. Quando a cortina de um palco se abre, a tendência é olhar primeiro para a esquerda, por isto é considerado pelos cenógrafos o lado mais forte. Na figura humana a esquerda suporta o maior peso da composição.

Volumes

Roupas ajustadas em corpo volumoso funcionam como uma seta para destacar os quilos a mais. Disfarçar o corpo com volumes pode ser a grande solução.

Se o problema se situa no busto, barriga ou cintura grossa vista a parte do corpo com blusas quadradas, em evasé ou amplas e ajuste a parte de baixo do corpo. Se o volume estiver no bumbum, alongue as peças superiores para que cubra os quadris.

Se os quilos a mais se localizarem na parte inferior do corpo, adote saias e calças amplas e mais longas e tops mais ajustados.

Nunca esqueça que a parte inferior da roupa pesa menos que a superior.

Decotes

Tudo o que tiver o formato vertical alonga a silhueta. Decotes em “V” longos, quadrados e arredondados em direção dos ombros afinam a silhueta. Já os redondos e justos ao pescoço tendem a ampliar volumes.