Calçados para pedir emprego

Os passos em busca de emprego

0c85eecb2ebb76ace175bac58e9f8abe

Com empregos cada vez mais raros, já não basta um bom currículo profissional.

A aparência também é uma ferramenta de trabalho.

Nesta avaliação, não é a  estética que conta e sim um depoimento  pessoal  através da maneira de vestir.

A roupa discreta, limpa e bem passada, cabelos e barba feitas, unhas limpas e um certo cuidado com os acessórios podem não garantir o emprego almejado, mas ajudam a disputa-lo.

Porém, a grande maioria dos empregadores e gerentes de recursos humanos buscam pistas do profissional nos pés.

Ao escolher o calçado para enfrentar a sua entrevista de emprego, lembre-se que o modelo errado ou a falta de manutenção do sapato podem diminuir os passos para as chances ao cargo.

Calçados acima de qualquer suspeita

  • Escolha modelos de aparência confortável e de cor discreta. Os pretos amarrados ou esporte sempre são impecáveis.
  • Mesmo que o sapato não seja novo, trate de lustra-lo com perfeição. Isto demonstrará cuidados pessoais que poderão ser transferidos para a empresa.
  • Saltos e solados gastos ou couro maltratado criam um visual desleixado.
  • Evite sapatos claros, coloridos, com detalhes muito vistosos, duas cores ou elementos que possam distrair a entrevista.
  • Ficam proibidos também as sandálias de dedo, chinelos e tênis, a não ser que o trabalho exija este tipo de calçado.
  • Meias coloridas ou maltratadas também pegam mal.
  • Evite modernismo radicais. Pode não ser compreendido pelo empregador.

Primeira impressão

A roupa escolhida para uma entrevista de emprego, deve estar de acordo com o salário em questão.

Quanto mais alto, mais criteriosa deve ser a maneira de vestir.

Porém, lembre-se que a aparência visual é importante, mas não é tudo.

Só a roupa não promove o trabalho de ninguém, talento é fundamental.