Brilho Intenso

Peças em cetim parecem feitos de água e mágica.

De aspecto sofisticado, o tecido lustroso pretende brilhar da moda íntima ao street style para o verão 2019/20.

O tecido é conhecido pelo seu brilho discreto, porém poderoso e tem tudo a ver com o verão, já que seu caráter iluminado é ideal em peles bronzeadas.

Três tendências recentes trouxeram o cetim de volta: os vestidos camisolas (slip dress), as saias plissadas acetinadas e as roupas com ares de pijama.

Cetim em cena

Não existe textura mais sensual que o do cetim, em quem veste e para quem enxerga.

Este tecido fluido marca cada centímetro da pele e funciona como um pano líquido.

Nos anos 1930, eram inclusive chamados de “wet look” (lançados por Elsa Schiaparreli) e vestiram as estrelas glamorosas do cinema, já que cortado enviesado as deixava praticamente nuas.

A loiraça Jean Harlow, apelidada de “A Vênus Platinada” pelo estúdio que trabalhava, popularizou o uso erótico do cetim ao posar para as fotos publicitárias e cenas de seus filmes com vestido colados ao corpo, sem nenhuma roupa íntima.

Em uma época em que a censura já focava Hollywood, os vestidos de cetim conseguiram explorar a sensualidade de suas “deusas”, sem problemas com a justiça.

Sofisticado e glamoroso

Porém o cetim não é um tecido democrático.

Por conta do seu brilho ele capta luz e acaba ampliando a região usada.

Destaca até o brigadeiro de ontem à noite!

Por isto em mulheres com muitas curvas pode finalizar vulgar, se usado colado ao corpo como a Jean Harlow.

Versão 2020

Mas nem todas as peças de roupa aparecem em cetim nas passarelas verão 2020.

O destaque para a temporada são os vestidos com modelagem slip dress (vestido de dormir ou vestido camisola), calças e camisas inspiradas nos pijamas retos, vestidões e macacões chamados agora de Boilersuit.

Mas é claro que também fica lindo em camisas, blusas e vestidos sofisticados.

O cetim também rolou em “crush” com outros tecidos, os leves como as rendas ou mais pesados como couro, algodão e jeans.

Sleepwear diva

Impulsionado pela tendência “sleep dress” (roupa de dormir), o cetim, dono de um brilho próprio, traz para os looks do verão um toque de “diva” em qualquer visual.

Esse tecido remete a elegância e sofisticação e por isso, é a aposta certa para uma aparência de destaque.

E se antes o cetim só era convidado para eventos “Red carpet” e festas chiques, agora dá a cara como convidado principal em praticamente todas as ocasiões.

Luxo há tempos

O cetim é um tecido apreciado pela sua textura suave.

A parte da frente é lisa e brilhante e a parte de trás é fosca.

Ao longo dos anos, foi usado para a confecção de roupas, roupas de cama, vestidos de noiva, sapatos de balé, lingeries e até mesmo forro.

Sua história se inicia no Extremo Oriente até o mundo ocidental moderno.

Originário da China, foi assim denominado em homenagem uma cidade portuária chinesa: Zaitun (ou Tsenthung), atualmente conhecida como Quanzhou.

O termo “cetim” surgiu na Idade Média para descrever este tipo de seda luxuosa e pesada, também conhecida como samito.

O cetim foi um dos muitos itens exóticos negociados entre a China, o mundo árabe e a Europa Ocidental durante a Idade Média, promovendo o aumento do fluxo de comércio e de informações entre essas áreas.

O tecido foi disponibilizado na Itália, durante o século 12 e por volta do século 14, foi amplamente disponibilizado em toda a Europa, mais utilizado pela nobreza devido ao alto custo.

Brilhou nas roupas usadas pela realeza e membros do alto escalão da Igreja Católica.

Também dançou com as bailarinas durante muitos anos em sapatilhas de balé e sapatilhas de ponta.

O cetim também tem história por cobrir móveis finos, como o mobiliário ornamentado de Versalhes e muitas peças vitorianas.

Graças à evolução tecnológica o poliéster, o raiom e outras fibras sintéticas são atualmente usadas na composição de versões feitas de microfibra, com o mesmo resultado da seda pura.

Adote já

Vale a pena apostar no cetim, pois ele não pretende sair de cena tão rápido. Mas se ligue que além de ser tecido nobre, é também muito sexy.

  • O cetim imprime sofisticação a looks despojados tipo jeans e tênis, mas pode continuar com seu ar sensual em peças mais arrojadas e noturnas.
  • Tanto o cetim quanto a seda são tecidos maleáveis, e que não garantem sustentação para determinadas peças, como a saia. Por isso, quem está acima do peso, barriga saliente, ou volume na região da cintura, o brilho do cetim pode evidenciar quilos “extras” ou que não merecem destaque.
  • Neste caso, o ideal é usar saia ou calça em tecido estruturado, e jogar uma blusa mais ampla em cetim equilibrando a silhueta.
  • O mesmo vale para os vestidos de cetim. Por não terem sustentação, acabam contornando o corpo.
  • Mas os vestidos “longe do corpo” podem ser usados por todos os formatos femininos
  • As blusas de cetim, são democráticas, pois, há modelagens para todos os biótipos. Camisas de cetim também são ecléticas e podem ser usadas por todas as mulheres.
  • E se a idéia é chamar a atenção para determinada parte do corpo, use o cetim. Como é um tecido lustroso, cria volume e amplifica onde for localizado.

Tipos de cetim

Cetim Charmeuse

Cetim leve com bom caimento, brilho intenso e uma trama suplementar no avesso.
Cetim Duchese

Cetim mais pesado que o Charmeuse, também com brilho mais intenso e um excelente caimento, geralmente em seda, acetato ou poliéster. Cetim de qualidade, destinado à Alta Costura, muito utilizado em vestidos de noivas.

Cetim Boucol

Semelhante ao cetim duchese, porém mais pesado, muito utilizado pela alta costura e para vestidos de noivas.
Cetim Changeant

Cetim com duas cores. Conforme a posição da pessoa olhando o tecido, aparece com uma cor diferente.
Cetim Vison

Cetim mais encorpado que o cetim comum, com bom caimento e brilho discreto, muito utilizado para becas, decoração (toalhas de mesa, cortinas, etc.).
Cetim Zebeline

Cetim pesado com um brilho acetinado, avesso em crepe, bem encorpado, sendo perfeito para os modelos evasê. Também conhecido como “cetim italiano”.

Cetim peau d’ange

Mais encorpado que o comum, possui um brilho discreto.  É uma expressão vinda do francês “pele de anjo”.

O tênis de cetim lançado pela cantora Rihana

Como lavar ou limpar o cetim

Por ser um tecido delicado e frágil, exige cuidados especiais.

  • As roupas brancas de cetim e as coloridas não soltam tinta, podem ser lavadas juntas, mas se precisar misturar a peça com outros tipos de tecidos diferentes, faça o teste da firmeza das cores para evitar de manchar outras roupas.
  • Não coloque peças de cetim para lavar na máquina. Devido à trama delicada devem ser lavadas à mão.
  • Se precisar usar a lavadora de roupas ou tanquinho, coloque na função de ciclo delicado, sem centrifugar para não danificar ou rasgar o tecido.
  • Use detergente suave para roupas delicadas e água fria para fazer a lavagem e enxágue.
  • Enxágue bastante com água fria, não torça e nem utilize muita força para tentar tirar manchas.
  • Se desejar, poderá colocar amaciante na roupa de cetim para amaciar as fibras. Além de deixar a peça com uma textura mais suave, o produto servirá para engomar e passar a roupa mais fácil.
  • Não seque as roupas de cetim em secadoras e as peças também não devem ser torcidas.
  • Seque de forma natural, à sombra e, em cabides para evitar qualquer tipo de marcas no tecido.
  • Na hora de passar, utilize ferro a vapor e siga as instruções da etiqueta do produto.
  • Use o ferro na configuração para roupas delicadas, com baixo calor e sempre pelo lado avesso da peça.
  • Para tirar manchas de roupas de cetim, utilize um removedor de manchas sem cloro ou agua sanitária.
  • Uma dica caseira e que apresenta bons resultados para tirar diferentes tipos de manchas é colocar farinha de trigo ou talco sobre área atingida para absorver a sujeira. Deixe o produto agir por algumas horas e faça a remoção com a ajuda de uma escova de cerdas macias.