Alta-Costura: o que é, quanto custa, quem faz e quem compra

Os Desfiles de Alta Costura que aconteceram em janeiro em Paris é um sopro de fantasia, colorido e luxo em um mundo cada vez mais cinza.

Sonhar não custa nada, afinal no mundo inteiro, apenas 4 mil pessoas são clientes da Alta Costura

O tapete vermelho é fundamental e uma das justificativas de a Alta-Costura ainda existir, já que não há vitrine melhor para inspirar glamour.

Três coisas definem a Alta-Costura: criatividade, expertise antiga e dinheiro novo.

Alta-Costura: o que é, quanto custa, quem faz e quem compra

Na semana de Alta-Costura são colocados em prática a expertise de artesãos que transformam esses sonhos em realidade.

O que caracteriza a Alta-Costura

É a moda exclusiva, feita à mão, com materiais de altíssima qualidade.

Quem define o que é e o que não é Alta-Costura é a Chambre Syndicale de la Haute Couture, que revê o grupo de marcas anualmente.

O termo é legalmente protegido e controlado e só pode ser usado pelas casas que receberam essa designação pelo Ministro da Indústria na França.

Há regras rígidas, como ter um ateliê em Paris, empregar ao menos um staff em tempo integral de 15 pessoas, fazer as peças sob encomenda com ao menos uma prova de roupa e apresentar suas coleções publicamente duas vezes por ano, com ao menos 35 looks para dia e noite.

Algumas peças podem chegar a até 1000 horas de trabalho feito pelas mãos mais habilidosas do mercado. Um terno de marca é feito por duas pessoas trabalhando o dia inteiro por duas semanas.

Normalmente, horas, dias e até semanas são gastos na confecção de uma peça de Alta Costura.

É uma obra de arte, mas usada em um corpo

A Alta-Costura tem a ver com técnica e não com preço

É um segmento com pouquíssimos clientes e que não rende lucros para as empresas, além da difusão da grife.

Assim como as marcas de carro mostram sua expertise por meio da criação de supermáquinas, os estilistas usam a Alta Costura como um posicionamento estratégico no mercado de luxo e uma forma de mostrar suas habilidades técnicas e criativas.

Todos os limites são possíveis, já que o budget sai da publicidade e marketing da grife.

As redes sociais ajudaram a Alta-Costura a se tornar um negócio comercial.

A Chanel viu suas vendas de Couture aumentarem 20% desde a coleção de Verão 2014 e a Valentino comemorou um aumento de até 35% nas vendas do segmento.

Os Costureiros e Grifes Cadastradas

No calendário atual, desfilam as marcas Chanel, Dior, Schiaparelli, Maison Margiela, Atelier Versace, Zuhair Murad, Elie Saab, Bouchra Jarrar, Stéphane Rolland, JPG, Viktor & Rolf, Adeline Andre, Ulyana Sergeenko, Fendi, Giorgio Armani Privé, Alexis Mabille, Maurizio Galante, Alexandre Vauthier, Giambattista Valli, Ralph & Russo, Dice Kayek e Franck Sorbier,

Quanto custa um vestido de Alta-Costura

Preço não é uma preocupação para as cerca de quatro mil consumidoras globais de Alta-Costura.

Uma peça sem muitos ornamentos pode começar nos US$ 10 mil, de acordo com um artigo publicado no “The Telegraph”.

Já para os modelos de noite, o céu é o limite, com o preço batendo na casa dos milhões quando pedras preciosas são usadas.

Quem Compra Alta Costura?

Cliente é um termo “pobrinho” para definir quem compra estas roupas luxuosas. Na Alta-Costura, elas são colecionadoras.

A idade das compradoras está diminuindo para a alegria das maisons.

Se antes só senhoras endinheiradas circulavam nos atelier, este século deu uma recuperada nas roupas de Alta- Costura, depois que estilistas simpatizantes da “moda street” começaram a dirigir velhas marcas.

A Dior publicou que a faixa etária baixou de 40 anos para 30.

As razões para o retorno da Alta Costura

As roupas são mais usáveis hoje do que antigamente

As jovens consumidoras milionárias fazem vestidos de noivas e outras celebrações importantes com estilistas de Alta-Costura, sendo sua “passagem” para esse universo de luxo sem fim.

Logo passam a ser paparicadas pelas marcas e recebem convites de fila A para ver os desfiles e, sem seguida, fazer suas encomendas.É um sinal de status  uma peça de Alta Costura, feita sob medida, ao gosto da cliente.

Além das novas herdeiras e mulheres jovens que casaram com bilionários, estima-se que outra fatia de público que está aquecendo o segmento são as empresárias da área de tecnologia, maduras profissionalmente, porém ainda jovens, e que ganham uma fortuna por mês.

Alta- costura milionária

Vestido da Princesa Diana – US$ 125.000

vestido mais caro princesa daiana
O vestido foi desenhado por Catherine Walker.
A princesa usou este vestido, que é feito de seda chiffon, apenas 2 vezes, uma foi na estréia em Londres da ópera Miss Saigon, no ano 1989, e a outra ocasião foi no Festival de Cannes em 1997.

Swarovski – “Vestido de camponesa” – US$ 127.000

vestido Swarovski Dirndl Dress
O vestido foi feito na Alemanha e lançado em 2006, em Munique.
O desenho do vestido é inspirado pelos designs medievais com espartilho.
O vestido é coberto com cristais Swarovski e o preço é em torno de US$ 127.000.

Golden Evening Dress by Ginza Tanaka – US$ 245.000

vestido gold swimsuit de Ginza Tanaka
É considerado um dos vestidos de noite mais fascinantes já produzidos.
É translúcido e produzido de fio de ouro.
O vestido inteiro pesa 1,1 kg e seu preço é estimado próximo a US$ 245.000.

Vestido de moeda de ouro- por Ginza Tanaka – US$ 267.948

vestido de moeda de ouro
Este é o segundo vestido mais caro dos criados por Ginza Tanaka, que é grande joalheiro japonês.
Este vestido dourado usou 15.000 moedas de ouro australianas com um peso de dez quilos.
 O vestido foi exibido em 2007 na semana Fashion de Tokyo.

Precioso vestido de Maria Grachvogel’s – US$ 1.8 milhões

precioso vestido de Maria Grachvogel
O vestido é incrustado com mais de 2.000 diamantes e apresenta um corset de seda que também está decorado com diamantes.
Foi exibido pela primeira vez no desfile de moda da Maria Grachvogel.
O preço desta peça é estimado em aproximadamente US$ 1.8 milhões.

Vestido Black Diamond – por Debbie Wingham – US$ 5.5 milhões

diamante negro um dos vestidos mais caros do mundo
Criado pela designer  britânica, Debbie Wingham foi apresentado em desfile de moda de Kiev.
É adornado com 1.000 diamantes, em cor preta e branca, e levou meio ano para ser finalizado com o custo  de US$ 5.5 milhões.

Vestido de diamantes de Scott Henshall – US$ 9 milhões

Diamond Dress by Scott Henshall
Este vestido é incrustado com 3.000 diamantes com o valor de US$ 9 milhões.
A peça foi usada pela cantora Samantha Mumbai, no ano 2004, na estréia do filme Spider-Man.

Vestido de Debbie Wingham’s “Abaya” – US$ 17.6 milhões

Debbie Wingham Abaya vestidos mais caros do mundo
Este é o mais caro abaya ou vestido muçulmano do mundo.
Este abaya foi desenhado em Dubai pela designer britânica Debbie Wingham.
O vestido é adornado com 2.000 diamantes preto e branco e  vermelho, caro e raro, e é o único deste tipo no mundo.
E também apresenta 14 quilates de ouro.

Nightingale of Kuala Lumpur – US$ 30 milhões

Nightingale of Kuala Lumpur vestido mais caro
O vestido tem preço de US$ 30 milhões.
O vestido foi desenhado por Faiyzali Abdullah.