Vestida de Vingança

Se você ainda não deu a volta por cima após o término de um relacionamento, se inspire em Lady Di e arrase!

A princesa foi um ícone do glamour no século XX, consciente do poder do vestuário para transmitir mensagens de uma maneira clara.

 Revenge Dress

O Revenge Dress“o vestido da vingança”, como ficou conhecido, foi uma roupa usado por Diana na festa de verão da Galeria Serpentine de 1994, no mesmo dia em que o príncipe Charles confessou ter um romance com Camila Parker Bowles, atual Duquesa de Cornualles.

Diana assistiu em casa à famosa entrevista de tevê onde o ex-marido confirmou ter tido um caso com Camilla.

O vestido, feito de seda preta, havia sido confeccionado pela estilista grega Christina Stambolian e a princípio foi considerado atrevido demais, até que a princesa mudou de opinião no último minuto.

Uma bela declaração através do vestido

Provavelmente a intenção de Diana não foi outra além de fazer com que Charles pensasse na besteira que fez ao deixar uma mulher fantástica como ela.
Diana comprou este vestido enquanto ainda era a princesa de Gales, mas o achava sensual demais.
Diana inicialmente ia usar um vestido amarelo de Valentino na festa, mas desistiu trocar para o look “total black” quando soube da noticia pela imprensa.
Para brilhar como um milhão de dólares e conseguir ser notada em um compromisso público, vestiu no corpo “o vestido da vingança”.
Uma vez que o conto de fadas havia se acabado, comemorou com o vestido mais lindo que tinha e os sapatos mais altos da sua coleção.
E quem terminou na primeira página de todos os jornais no dia seguinte?
Lady Di em todo seu esplendor abafando a notícia da traição.

A estratégia deu certo.

Os jornais, que esperavam retratar uma Diana abatida pela entrevista do ex-marido, se concentraram em elogiar o corpo e o vestido usados por ela.

Pouco se falou em escândalo.. Uma vingança sutil conseguida apenas com um inteligente remanejo de roupas.

Uma bela roupa pode abafar más noticias!

Outro dos seus vestidos emblemáticos foi criado por Victor Edelstein para ela usar em uma visita de Estado aos Estados Unidos para encontrar Ronald e Nancy Reagan.

Nessa ocasião, Lady Di confessou a Nancy que seu maior desejo era conhecer John Travolta, que acbou sendo convidado ao mesmo evento, sem entender a razão.

No meio do jantar, a senhora Reagan pediu a Travolta que convidasse a princesa para dançar, que prontamente aceitou.

Como resultado, os dois acabaram dançando durante 30 minutos sem parar.