Sorria das ombreiras

Ombros gigantes

Foi um sucesso nos anos 1980

Até a chiquérrima Lady Di usou!

Roupa sem ombreiras deixavam as pessoas pequenas e sem graça!

milla-2200269514649357850_EfM4Yc36_cpolain-istock
Ombreiras ampliavam camisetas, blusas e os blazers, super usados na época.
Tinha mulheres que além dos enchimentos dentro dos ombros ainda usavam o “sutiã ombreira” para dar a silhueta ombros ainda maiores.
anos 80 sutia-ombreiraombreira1
 Sair sem ombreiras era com sair nua. Pegou em todas as camadas sociais e até na moda masculina.
Nesta época eu e o Cesar Vargas estávamos em Paris acompanhado os desfiles internacionais e tinhamos que descer do hotel em Sait German um por um porque o elevador era para duas pessoas, mas não cabiam as ombreiras acumuladas do paletó e sobretudo.

 moda-023-ombros-intd1

Mas não ria muito alto deste exagero da moda porque com a entrada forte das roupas “oversize” nas passarelas atuais não é de duvidar que o estilo volte.

Alguns estilistas tentaram e até pegou um pouco dois anos atrás, mas nada comparada com a febre dos anos 1980.
Celebridades utilizam este recurso para uma imagem bizarra, mas  quem viveu esta moda não se surprende mais.

Silhueta Histórica

xuxa255b2255dnew wave anos 80

Diferente do que muita gente pensa, ombros volumosos não são exclusividade da década de 1980.

A história da moda no século XX  destacou os ombros também nos anos 1930 e principalmente nos anos 1940.

Em contraponto a silhueta boyish que predominou nos anos 1920 (tubular, sem curvas e livre dos espartilhos), nos anos 1930 as curvas e formas femininas voltaram a ser valorizadas.

Nessa época, destaque para Elsa Schiaparelli, que vestia grandes estrelas do cinema, como Katherine Hepburn e Marlene Dietrich com uma silhueta baseada em ombros amplos e duros que afinavam os quadris.

E o cinema hollywoodiano era a grande referencia de moda e estilo da época.

Marlene Dietrich foi uma das primeiras mulheres a aparecer com ombros masculinos.

Nos anos 1940, durante a Segunda Guerra Mundial, os ombros eram acolchoados e angulosos, como os de Joan Crawford.

Conta uma lenda hollywodiana que foi Gilbert Adrian, figurinista chefe da MGM quem popularizou as ombreiras quando usou ombreiras nos figurinos de Joan Crawford para o filme “Mildred Pierce” tentando dar a personagem a aparência de uma executiva poderosa e bem sucedida  e a estrela Joan uma cintura aparentemente mais fina. A moda pegou forte nos anos de 1940 e sempre identifica a época.

A moda começou a divulgar a novidade.

Capa da revista francesa L’officiel de 1946 – modelo de Jean Patou com ombros bem grandes.

Nos anos 1970, o rock absorveu a tendência.

David Bowie lançou ombros marcados no glam rock,  encarnando Ziggy Stardust:

Nos anos 1980, alguns dos maiores expoentes da moda dos ombros enormes foram Claude Montana e Thierry Mugler.

Capa da L’officiel de 1980 com uma modelo vestindo Claude Montana

Campanha de Thierry Mugler para a Vogue americana de abril de 1980

Mas a moda pegou mesmo quando personagens das novelas e séries de TV vestiram os ombros enormes. Na novela americana “Dynasty”, que foi ao ar de 1981 a 1989 pela ABC as personagens de Linda Evans e Joan Collins usavam ombreiras absurdas.

Nos anos 2000, várias marcas fizeram suas versões de ombros marcados, de Balenciaga a Givenchy.

Com uma cara bem mais moderna, a Balmain fez todo mundo morrer de amores pelas ombreiras outra vez, com  jaquetas estilo Michael Jackson:

Marc Jacobs fez um desfiles com referência aos anos 1980, para o outono 2009, com direito a ombros poderosos.

Lady Gaga adicionou modernas ombreiras ao seu visual sempre exótico

gaga

Rihanna em momento “Eu tenho a força!”

fergie2