Pintou o colete

Colete de pelo fake é a peça must-have deste inverno

Sintético e cheio de estilo, o colete felpudo é peça curinga desta temporada.

Nas mais variadas cores e modelos, ele vai dar um toque sofisticado até aos looks mais básicos.

O colete de pelo fake é aconchegante e cheio de estilo, e é recurso certeiro para dar um upgrade imediato a qualquer produção.

O Colete é uma obra de arte

cezanne-garcon-gilet-rouge

Que roupa que você conhece que já foi pintada por Cézanne em vermelho (“Garçon au gilet rouge”- foto) e em verde e azul por outros pintores, tem data de nascimento e foi imposta por decreto lei?

O colete chamado em francês de “gilet” ou “vest” e “waistcoat” nos países de língua inglesa, apesar de uma pequena peça é a única roupa com data de nascimento: 7 de outubro de 1666 e muita historia para contar.

Esta roupa foi criada em um combate de estilo entre a França e a Inglaterra.

O colete nasceu por um decreto do rei Charles II, da Inglaterra, como uma reação a extravagância francesa na maneira de vestir e se tornou uma peça obrigatória por lei na indumentária dos nobres da corte inglesa.

Nessa época e até por volta de 1800 eram confeccionados em tecidos brilhantes com bordados e brocados.

No século XIX, os coletes foram se tornando mais sóbrios e passaram a ser feitos em tecidos lisos e com detalhes discretos.

Nessa época, o colete tinha o papel de destacar uma postura elegante e correta do homem.

Com o passar do tempo, a peça foi se ajustando nas costas e mantendo o volume na parte superior, para destacar os ombros e os braços masculinos.

No início do século XX se uniu ao paletó e à calça para formar o terno e a sua função principal era guardar o relógio de bolso.

Com a popularização dos relógios de pulso, o colete foi ficando cada vez menos comum, só sendo utilizado em ocasiões muito formais. Por volta de 1940 o colete cedeu lugar às jaquetas, mas recuperou prestigio a partir dos anos 60 no formato tradicional ou com as muitas franjas da moda hippie.

Na década de 1970, a peça voltou em versões com estampas ou em tecido acetinado e entrou definitivamente para o figurino feminino.

Nos anos 1980, a peça não teve destaque voltando importante nos anos 1990.

O colete não é uma peça indispensável na composição do visual, mas pode agregar informação de moda e deixar o look mais transado.

A moda dos coletes invadiu este inverno e promete continuar nas próximas estações.

Pode ser em pele sintética, tecido colorido, estampado, ter texturas e detalhes diferenciados.

Além de super tendência, eles alongam a silhueta, dão um toque sofisticado e, combinam com muitas composições.

Invista e inspire-se nos looks que escolhi para arrasar no dia a dia e também nos fins de semana.

colete 2

colete 3colete capa 

COLETE GRANDE E MARROM COLETE LONGO E COLORIDO COLETE PONTO DE COR