Oscar de melhor Figurino

Prêmio Melhor Figurino

Os indicados de 2017

“Aliados”

 Joanna Johnston por “Aliados“

Ela chamou a atenção das revistas de moda com os looks criados para Marion Cotillard e Brad Pitt no filme “Aliados”.

A história se passa em 1942 e o figurino é todo de época

Joanna já foi indicada por “Lincoln” (2012), assinou o figurino de “O Agente da U.N.C.L.E.” (2015) e do “De Volta Para o Futuro Parte 2” (1989), com o tênis que amarra sozinho.

“Jackie”

Madeline Fontaine por “Jackie“

Primeira vez que a francesa Madeline é indicada ao Oscar.

Já concorreu  7 vezes ao César, o Oscar francês e ganhou pelos figurinos de época de “Eterno Amor” em 2005 e de “Séraphine” em 2009. Figurinista de “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” (2001) e da cinebiografia de “Yves Saint Laurent” (2014), a de Jalil Lespert com Pierre Niney).

A reconstituição do tailleur de Jackie Kennedy usada no dia da tragédia foi montado pela Maison Chanel com a modelagem original.

“La La Land: Cantando Estações”

Mary Zophres por “La La Land

Mary já foi indicada pelo figurino de “Bravura Indômita” (2010).

“Animais Fantásticos e Onde Habitam”

Colleen Atwood por “Animais Fantásticos e Onde Habitam“

Ela já concorreu 11 vezes e ganhou com “Alice no País das Maravilhas” (2010), “Memórias de uma Gueixa” (2005) e “Chicago” (2002). Só que esse trabalho dela nesse longa que faz parte da mitologia de Harry Potter criada por J.K. Rowling não é o seu trabalho mais bacana, não. Pode ser até que ganhe, mas é dos menos marcantes.

“Florence: Quem é essa Mulher?”

Consolata Boyle por Florence: Quem é Essa Mulher?“

Consolata veste Meryl Streep no papel de Florence Foster Jenkins, a cantora que canta mal.

O filme se passa nos anos 1940.

Florence é uma socialite que, além de ter um objetivo de cantar, também se veste de maneira exótica.

Consolata já foi indicada ao Oscar por vestir Helen Mirren em “A Rainha” (2006).

 

“Animais Noturnos”

Não está concorrendo ao Oscar.

Coloquei nesta lista porque o diretor e roteirista é Tom Ford, estilista americano consagrado com uma marca com o seu nome.

Ford revitalizou a Gucci, deu brilho as coleções da Saint Laurent e  este é o seu segundo filme como diretor