Os Jardins Luminosos de Frederico Azevedo

O gaúcho de Porto Alegre, Frederico Azevedo é um dos paisagistas mais prestigiados dos Estados Unidos com projetos que levam a sua assinatura nos jardins das mais luxuosas mansões do balneário de Hamptons, litoral de Nova York, onde os multimilionários americanos constroem suas mansões.

Ele é reconhecido por premiações de relevo no meio (uma delas entregue pessoalmente por Martha Stewart) e tem clientes famosos, como o fotógrafo Bert Stern (retratista de Marilyn Monroe), a comediante Joy Behar e até o craque Pelé, entre outras celebridades.

Com formação internacional – possui diploma de Oxford, na Inglaterra, onde estudou com o respeitado paisagista Robin Williams –, Frederico diz que sua maior inspiração vem de dois grandes nomes do paisagismo brasileiro: Lota Macedo Soares e Roberto Burle Marx.

Preocupado com a sustentabilidade desde antes de o termo virar moda, é o fundador da Unlimited Earth Care, Inc., com projetos onde são utilizadas plantas e flores sustentáveis, nativas ou bem adaptadas e gradualmente constrói uma atmosfera a partir daí.

Com estilo claro e definido, seus encantadores jardins iniciam com uma análise cuidadosa do terreno, onde costuma formar longos canteiros com muitos exemplares das mesmas espécies de flores, plantas, arbustos e árvores, usando uma repetição básica de cores e texturas, com variações de alturas e formas, resultando em um paisagismo simples e harmônico.

Para comemorar os seus 26 anos de trabalho, editou seu primeiro livro, “Bloom: os jardins luminosos de Frederico Azevedo”, na tentativa de empolgar as pessoas com o paisagismo, a cor e a sustentabilidade.

As imagens dos jardins criados em Hampton, são de tirar o fôlego, com paisagens repletas de cores e texturas,

Lançado no dia 22 de junho de 2019 nos Hamptons, com enorme sucesso, já virou referência para quem trabalha neste segmento.

Ele começou a elaborar o livro, no ano do 25º aniversário do Unlimited Earth Care, para discutir o design de jardins como uma forma de arte.

O livro é uma obra de arte e registra alguns dos seus melhores projetos, com imagens que lembram as pinturas impressionistas dos jardins de Monet.

Conforme o autor, um jardim tem uma narrativa, e é importante espaçar os pontos da trama e fornecer diferentes humores.

Seus projetos utilizam as flores como pontos de luz, usando tons gradualmente difusos e brilhantes para criar uma impressão do natural, porém alinhada com a visão de um designer.

As flores são usadas em camadas para criar profundidade ou esculpir bordas, com flores vibrantes nas peças centrais e pastéis mais suaves para obter uma luz difusa e suavizar as bordas como uma moldura.

O Hamptons, onde o autor vive, é um lugar incrível e com uma gama ampla de ambientes para criar: a costa, a floresta, as terras agrícolas – paisagens bonitas e sensíveis e que mudam a cada estação.

Frederico Azevedo vem em outubro para lançar seu livro no Brasil em um book signing nas cidades de Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

A data de lançamento no Rio de Janeiro é dia 16 de outubro na loja Pat Bo, no Shopping Village Mall, das 17 h. às 20 h., para uma noite de autógrafos  com a presença do autor, para um público que valoriza arte, beleza e preocupação com o meio ambiente.

No coquetel serão servidos os espumantes AMITIÉ, elaborados na Serra Gaúcha e que recentemente conquistaram duas premiações no Wine Challenge e chocolates da Caracol, com  uma linha de produtos mais leves, frutados e com damasco, ideal para climas quentes, pensando nos consumidores do Rio de Janeiro.

O livro “Bloom: os jardins luminosos de Frederico Azevedo” é um lançamento da conceituada editora Pointed Leaf Press, especializada em livros de alta qualidade sobre as principais personalidades de design, arte, moda e fotografia.

Entre os títulos da editora destaque para “Monsieur Dior: once upon a time”, “Drawing fashion” – com apresentação de Yves Saint Laurent, sobre o trabalho de Kenneth Paul Block, um dos mais influentes ilustradores de moda do século Vinte e a biografia “Eleanor Lambert: still here”, escrito por John A. Tiffany, que conta a história de Eleonor Lambert, considerada a rainha da Sétima Avenida (onde se concentram todas as grifes Made in USA) e responsável pela difusão da moda americana para o mundo.