O Sutiã Bala aponta nas passarelas

Uma caricatura da feminilidade

Após a tendência unisex dominar as passarelas, Stella McCartney trouxe de volta os sutiãs pontiagudos em sua última coleçãaoMadonna usou um, projetado por Jean Paul Gaultier, durante a Blond Ambition Tour, em 1990.

Embora Jean Paul Gaultier tenha criado o famoso sutiã cônico para Madonna em sua turnê Blond Ambition Tour (1990), o estilista não inventou a peça.

História do sutiã-bala

Os “sutiãs-bala” foram um estouro nas décadas de 1940 e 1950

O Sutiã-bala ou “bullet bra” surgiu na década de 1940.

Depois da Segunda Guerra Mundial, as mulheres recuperavam suas curvas com a recente prosperidade e buscavam valorizar seus corpos com as lingeries.

Willson Goggles, uma empresa da Pennsylvania especializada em equipamento de segurança foi quem introduziu o  “SAF-T-BRA”, elaborado inicialmente para a proteção das mulheres que começavam a trabalhar na industria pesada.

O formato pontudo avisaria as trabalhadoras, caso se aproximassem demais de algum perigo.

A campanha publicitária tinha um apelo patriótico incentivando o uso do sutiã como uma proteção para evitar acidentes

A empresa de aerodinamica Lockheed, na época, recomendou a peça como dress code para suas funcionárias usarem no trabalho com máquinas.

O sutiã se tornou extremamente popular entre estrelas de Hollywood, como Marilyn Monroe, mas foi sua colega Jane Russel quem ajudou a deslanchar este modismo.

Também conhecido como “torpedo” ou “sutiã cone” era geralmente feito de nylon e teve uma ajuda técnica do milionário  Howard Hughes, um famoso designer de aviões que se envolveu com muitas estrelas do cinema (“O Aviador” com Leonardo DiCaprio).

Ao fotografar usando os novos sutiãs, que enfatizavam o “levantar e separar”, Jane Russell influenciou um posterior projeto de sutiã para o filme “The Outlaw”, criado pelo produtor e designer de aviões Howard Hughes.

O sutiã “Cantilever” inventado para a atriz usar no filme, fazia caber e apoiar os seios projetando para frente com um canhão militar.

Hughes criou este sutiã com base na construção de uma ponte.

Depois de ver Jane Russell e seu busto no filme, as mulheres procuraram recriar o visual pontudo no próprio peito.

Concursos no mundo inteiro chamados de “garotas do suéteres” fez crescer a ponta do artefato a volumes inimagináveis.

A moda do sutiã bala diminuiu na década de 1960 devido ao desejo das mulheres a uma aparência mais natural.

Mesmo com este nome, o sutiã sobreviveu e pode ser estrela das próximas temporadas

Tornaram-se famosos pelas sweater girls (várias atrizes de Hollywood que aderiram à moda de vestir blusas apertadas sobre um sutiã em cone ou em forma de bala).

Na época, a tendência mais quente era a combinação sexy entre os suéteres super apertados e o tal sutiã de pontas exageradas.

Estrelas como Patti Page, Elizabeth Taylor, Marilyn Monroe e Brigitte Bardot aderiram aos peitos voluptuosos.

No entanto, a moda logo tornou-se obsoleta, pois em 1960 já emergia o movimento feminista.

Uma empresa de lingerie vintage chamada What Katie Did foi a primeira empresa a trazer os sutiãs-bala para a produção moderna em 1999

Bullet BraBullet BraBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet BraBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet-bra-fashion-vintageBullet BraBullet-bra-fashion-vintageBullet-bra-fashion-vintageBullet-bra-fashion-vintage