Look executivo

Dez conselhos nota dez

  • Os colarinhos sociais e esportivos são os sinais mais visíveis da elegância de um homem. Maiores que o pescoço desabam qualquer rosto. Apertados, sufocam o visual. Muita atenção e prova na hora da compra.
  • A combinação camisa e gravata podem virar atitude ou decepcionar de cara. Estes itens devem ser atualizados sempre.
  • Os ombros do paletó devem ser naturais. Maiores ou menores criam um ar “desmontado” ou desconfortável.
  • As mangas devem cair impecáveis em camisas e paletós com os comprimentos certos. Curtas deixam qualquer um “Jeca”. Compridas, acabam com qualquer sinal de elegância. E não basta dobrar as mangas para dentro.
  • A largura do casaco deve ser do tamanho do corpo. Justos demais, parecem ter encolhido na lavagem. Largos, engordam e deixam a silhueta baixa.
  • Botões discretos e sempre que possível abotoados.
  • O comprimento dos casacos não deve passar das nádegas e nem marcar curto. Quanto mais longo menor aparenta o comprimento das pernas.
  • Calças também definem a elegância. As modelagens de volume moderadas para o justo são as que vestem eternamente bem. Basta ver as calças jeans que sempre funcionam em qualquer corpo.
  • O comprimento das calças, especialmente as formais devem ter a bainha marcada corretamente. Curtas comprometem, longas demais acabam com qualquer visual.
  • Sapatos adequados ao tipo de roupa. Os amarrados combinam com tudo até com roupas informais. Os esportivos só se ajustam às produções informais. Atenção com as meias. Na dúvida combine com os sapatos.